Famílias fecham BR-364 e 317; ambulâncias invadem fazendas para furar barreira

2e72471d-203e-43ef-bb3a-ac1f4d73ac00

Manifestantes fecham BR-364 durante protesto/Foto: ContilNet

Famílias que foram despejadas por oficiais de justiça de casas próprias no Ramal do Cacau, km 90 da BR-364, sentido Rio Branco-Sena Madureira, na última quarta-feira (1), fecharam o tráfego de veículos na BR-364, na manhã desta sexta-feira (3). Os manifestantes estão localizados próximos à entrada do município de Bujari.

De acordo com um dos organizadores do movimento, Leandro Avelino Matos, as famílias não irão sair do local enquanto os governantes não restituírem as moradias.

d52d586f-55a7-49f3-9be3-a74226f961ac“Esperamos pela decisão dos nossos governantes. Muitas famílias estão sendo prejudicadas e não podemos fazer nada. Nossos filhos e nós precisamos de teto para morarmos”, disse o manifestante.

A cada 3 horas, em um intervalo de 10 minutos, os manifestantes liberam o fluxo e carros. Ambulâncias e pessoas que precisam de atendimento urgente, com doenças graves, são liberadas.

Além do bloqueio na BR-364, um grupo dos manifestantes também fechou a BR-317, que dá acesso aos municípios das região do Alto Acre. De acordo com informações de pessoas que estão no local, cerca de 300 veículos estão parados BR-317, nas proximidades da barreira policial após a cidade de Senador Guiomard. Ainda de acordo com motoristas, centenas de pessoas estão sentadas ao longo da estrada.

comentários

Outras Notícias

Veja também