PR confirma Vaz e Francineudo em coligação com sete partidos e 1.500 pessoas presentes

Raimundo Vaz fez um parêntese no discurso e apresentou um apelo especial a João Paulo Bittar dizendo que precisava e muito do apoio de seu pai, Márcio Bittar

Agora é oficial e a oposição tem duas chapas concorrendo a prefeitura de Rio Branco. Na noite de hoje (1), o PR confirmou a candidatura do vereador Raimundo Vaz ao cargo de prefeito da capital, tendo como candidato a vice Francineudo Costa, do PSDB. A chapa para vereador possui apenas 26 candidatos.

O evento ocorreu na sede do PR, localizada na Avenida Ceará, próximo ao 7° BEC. A coligação para vereador e que dá sustento a candidatura é composta pelo PR, PSDB, PTC, PSC, PEN E Solidariedade.

A festa de homologação da chapa começou por volta das 18h, com os candidatos a vereador ocupando a sala de reuniões. Aos poucos a sala foi sendo ocupada por outros dirigentes partidários e ficou lotada. Francineudo Costa estava no local desde começo, mas Raimundo Vaz chegou depois de abertos os trabalhos e já com a mesa composta.

Mas, sendo a maior parte dos partidos da coligação ligados a igrejas evangélicas, a festa só poderia começar com uma oração, conduzida por um dos pastores dirigentes partidários presentes.

convenção pr1

Centenas de militantes prestigiaram a convenção do PR e PSDB

Ao longo de cerca 90 minutos, os candidatos a vereador presentes tiveram um pequeno espaço de tempo para falar de suas candidaturas, enquanto o sistema de som e um telão reproduziam tudo do lado de fora para as cerca de 1,5 mil pessoas que se acomodavam no pátio interno e até na Avenida.

De todas as falas, o destaque ficou por conta de João Paulo Bittar, filho do ex-presidente do PSDB, Márcio Bittar, que não compareceu. João Paulo destacou estar ali de corpo e alma e que a candidatura de Vaz/Francineudo era a dele e por ela vai se empenhar. Praticamente não houve ataques as demais candidaturas.

Outra ausência sentida foi a do presidente regional do PSDB, deputado federal Major Rocha. Segundo integrantes do partido dele, o deputado está em Brasília assumindo o cargo de vice-líder do governo na Câmara Federal e não pode comparecer.

Após as falas iniciais, o locutor do evento conclamou a todos para se dirigirem para o lado de fora da sala, onde os dois candidatos majoritários falariam a multidão que aguardava no pátio interno e para os presentes na Avenida.

Estrelas falam

Francineudo Costa abriu seu discurso agradecendo a Deus pela oportunidade de estar ali, agradecendo ainda à população de Rio Branco. Ele destacou que a cidade precisa de um choque de realidade. Como morador da Baixada da Sobral, ele relembrou sua vida no bairro e dos pais dele.

Para Francineudo, a cidade precisa de um choque de realidade e falta sensibilidade aos governantes, pois mesmo há 20 anos no poder não conseguiu mudar a realidade da periferia.

“Mas a realidade em que vivemos só vai mudar quando nossa cidade tiver políticos de respeito. Hoje o PT e o PMDB representam a corrupção em nosso país e isso só vai mudar quando os governantes tiverem respeito pelo povo”, complementou Francineudo.

Vaz solta o verbo e desafia Marcus Alexandre

Logo após o discurso de Francineudo Costa, o vereador Raimundo Vaz assumiu a palavra e manteve a mesma linha do candidato a vice na chapa, ressaltando a importância de se ter pessoas qualificadas e íntegras na gestão da coisa pública. Vaz é servidor da prefeitura de Rio Branco há 40 anos.

“Estamos aqui para construir o caminho da humildade e estamos na luta para construir um projeto diferente. Nossa liberdade vai permitir mudar a realidade, pois temos dirigentes sérios e capazes para isso”, destacou.

convenção pr2

João Paulo Bittar, filho do ex-deputado federal Marcio Bittar

Mas o vereador e agora candidato fez um parêntese no discurso e apresentou um apelo especial a João Paulo Bittar, pois disse precisar e muito do apoio de Márcio Bittar, pai de João Paulo, na campanha e pediu ao jovem candidato para trazê-lo para o palanque.

Retomando o discurso, o vereador e agora candidato disse que a cidade sofre com a violência e má gestão, pois o prefeito vive nas festas promovidas com os recursos públicos. “Vamos mostrar a todos a diferença do nosso projeto. Por uma questão de lisura, nenhum partido que apoiou o PT faz parte de nossa chapa”, salientou.

Vaz disse ainda que não se deve falar mal de outras candidaturas, “mas não dá para fechar os olhos aos desmandos e, além disso, a imprensa noticia todos dos dias”. Ele revelou ser preciso ter honra e a chapa dele tem isso na pessoa dele e de Francineudo.

“Em nosso grupo não tem espaço para a corrupção e para os que se aproveitaram do país, do Estado e de Rio Branco. Aqui temos pessoas preparadas e eu desafio o atual prefeito para debater e para mostrar quem tem o melhor plano para Rio Branco”, finalizou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

comentários

Outras Notícias

Veja também