MPAC abre investigação sobre posto de saúde sem condições de atendimento em Bujari

Posto de saúde foi vistoriado pelo CRM e diversas falhas no local foram reportadas

direito-saude

MPAC ‘apertou’ a Secretaria Municipal de Saúde do Bujari /Foto: Reprodução

O calvário do prefeito do Bujari, Antônio “Tonheiro” (PT), continua. Agora é uma investigação do Ministério Público Estadual (MPAC) que questiona as ações da prefeitura na Saúde do município. O promotor Rogério Voltolini Muñoz abriu Procedimento Preparatório para investigar o posto de saúde Raimunda Porfírio de Brito Ramos naquele município.

Agora a Secretaria Municipal de Saúde deverá explicar os motivos da não realização de exames de sangue no local, se há cilindro de oxigênio, se os quadros de avisos já foram instalados, se a impressora foi consertada e colocada na recepção, se a sala de expurgo está pronta e se a sala de reuniões está desocupada, bem como informar prazo e como haverá solução para os questionamentos.

A portaria n° 0011/2016/PJC/BUJ revela que a investigação foi fundamentada em um ofício vindo do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM/AC) juntamente com um relatório de vistoria. O Ministério Público realizou visitas ao posto de saúde e foi informado que o laboratório para a coleta de sangue ainda não foi construído e que o posto de saúde só está realizando coleta de sangue para exames de sorologia (Aids e Hepatite).

comentários

Veja também