MPAC vai investigar irregularidades na prestação de contas de prefeitura

Com a instauração do Inquérito Civil, será marcada uma audiência urgente para a oitiva do prefeito Everaldo Gomes

prefeito-everaldo-gomes-FOTO-DIVULGAÇÃO-2

Ex-prefeito de Brasileia, Everaldo Gomes /Foto: Reproduçao

O calvário do prefeito afastado da cidade de Brasileia, Everaldo Gomes Pereira da Silva, parece não ter fim. Agora é o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) a investigar a gestão do peemedebista por conta de problemas nas prestações de contas dos anos de 2015 e 2016.

A ação foi aberta a partir de uma denúncia feita pelos vereadores Rosildo Rodrigues, Carlos Aramando, Erizete Lima, Tereza Xavier e Fernanda Hassem. O MPAC entendeu “que tais fatos podem configurar ato de improbidade administrativa, mais especificamente, afronta aos princípios da administração e prejuízo ao patrimônio público, com grande potencial de dano ao erário”.

Com a instauração do Inquérito Civil, será marcada uma audiência urgente para a oitiva do prefeito Everaldo Gomes. O depoimento é previsto para ocorrer na sede do MPAC em Brasiléia. Paralelo a isso, deve processeguir com a coleta de mais informações a respeito da denúncia dos vereadores.

Na Portaria I.C.nº08/2016 o MPAC não discrimina ou detalha quais seriam os problemas identificados nas prestações de contas do prefeito afastado.

comentários

Outras Notícias

Veja também