Avião que levava equipe da Chapecoense para a Colômbia cai com mais de 80 passageiros

A Conmebol suspendeu a final da Copa Sul-Americana que seria realizada na quarta-feira (30)

A manhã desta terça-feira (29) começou com momentos de tensão e expectativa por conta da notícia do desaparecimento do avião que levava a delegação da Chapecoense rumo à Colômbia, onde enfrentaria o Atlético Nacional, pela ida da final da Copa Sul-Americana, na quarta-feira (30). A Rádio Caracol noticiou, nas primeiras horas do dia, que a aeronave modelo RJ 80, que saiu do aeroporto José Maria Córdova, sumiu dos radares nos arredores do município de Rionegro.

A imprensa local noticia que há diversas equipes de resgate se dirigindo à região do acidente, para iniciar as buscas e socorro a possíveis sobreviventes entre os 72 passageiros e nove tripulantes. De acordo com um comunicado oficial do Aeroporto José María Córdova, toda ajuda possível está sendo encaminhada, mas os agentes que já chegaram ao local reportam seis sobreviventes.

cyaolsdwqaa0hdu-horz

As unidades de resgate apenas conseguem chegar ao local do acidente por via terrestre/Foto: Telemedellín

A aeronave de matrícula CP2933 decolou da Bolívia, onde a delegação catarinense, além de convidados e membros da imprensa, fez uma escala, mas apresentou problemas elétricos entre os municípios de la Ceja e la Unión. As unidades de resgate apenas conseguem chegar ao local do acidente por via terrestre, por conta das condições climáticas.

As autoridades locais divulgaram pedidos oficiais para que pessoas que não estejam envolvidas na busca e resgate não se aproximem do local do acidente, que é de difícil acesso, exatamente para facilitar a evacuação de sobreviventes ou corpos que forem localizados.

“O Comitê de Operações de Emergência e a gerência do Aeroporto José Maria Córdova informa que às 22h uma aeronave […] se declarou em estado de emergência, entre os municípios de La Ceija e La Unión. A aeronave reportou pane elétrica, segundo informado à torre de controle de Aeronáutica Civil”, reportou o aerporto José Maria Córdova, em comunicado oficial.

atletico

O time que jogaria contra a Chapecoense manifestou apoio à equipe brasileira/Foto: Twitter / Atlético Nacional

O aeroporto também informou que, de acordo com as autoridades, seis sobreviventes foram resgatados até agora e levados para hospitais da região. O primeiro jogador a ser levado a um hospital foi o lateral Alan Ruschel; o goleiro Danilo também foi resgatado e se comunicou com sua família, de acordo com a Fox Sports.

Além disso, o corpo de bombeiros informou que “graças a Deus há muitos sobreviventes”. A Conmebol anunciou a suspensão de todas as suas atividades, como a realização do primeiro jogo da decisão do torneio sul-americano.

ATUALIZAÇÃO ÀS 3:47

O prefeito de Medellín, Frederico Gutierrez, disse que o acidente matou ao menos 25 pessoas. Não há, por enquanto, identificação das vítimas fatais. Entre os sobreviventes há jogadores.

comentários

Veja também