Mendigo se apropria de praça em Brasileia e começa a construir pequena “casa”

Durante a tarde desta segunda-feira (28), o mendigo foi flagrado consumindo drogas debaixo do cobertor

unnamed-33

Não se sabe de onde veio, mas há meses esse homem perambula pelas ruas das duas cidades/Foto: O Alto Acre

Sem ser incomodado e passando desapercebido por muitos, algo se mexia debaixo de pedaço de pano sujo. Um homem aparentando uns 50 anos ou mais, arredio com muitas das pessoas que se aproximam dele, vem aos poucos se apropriando da praça localizada ao lado da ponte metálica José Augusto, na cidade de Brasileia.

Muitos moradores de Brasileia e Epitaciolândia vêm denunciando e reclamando da ‘apropriação’ que está acontecendo nos últimos dias. Não se sabe de onde veio, mas há meses esse homem perambula pelas ruas das duas cidades, vivendo da caridade algumas pessoas que lhe dão de comer, algumas roupas ou lençóis para se cobrir durante a noite.

Foi possível perceber aos pouco que o homem está construindo uma espécie de ‘casa’ no barranco do rio, ligado com a praça. Ele já foi visto utilizando equipamentos de solda elétrica em barras de ferro, mesmo com sua deficiência física em um dos braços. Os pedaços de ferros e fios soltos pela praça vêm colocando a vida das pessoas em perigo, principalmente de crianças.

Durante a tarde desta segunda-feira (28), o mendigo foi flagrado consumindo drogas debaixo do cobertor. Ao perceber que estaria sendo fotografado, tratou de guardar o que estava consumindo e demonstrou que não estava feliz em ser incomodado.

Sem uma política social por parte do Município, é comum ver de vez enquanto andarilhos e dependentes químicos pelas ruas. Talvez a facilidade da adquirir droga no lado boliviano seja o motivo e esta não seria a primeira vez que se vê alguém tentando se apropriar dos barrancos do rio com barracos improvisados.

Com informações do site O Alto

comentários

Veja também