“Servidores da Natex são colocados em férias forçadas e sem salários”, denuncia deputado

Segundo o deputado, os 75 funcionários da fábrica de camisinhas estão há três meses sem receber o salário e o contrato da empresa com Funtac teria sido rescindido

O deputado estadual Antônio Pedro (DEM) denunciou mais problemas com a empresa estatal Natex, mais conhecida pela produção de preservativos masculinos – camisinhas. A empresa é administrada pela Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac) e está em processo de privatização. Os problemas seriam a falta de produtos químicos para funcionar, férias forçadas, servidores com salário atrasado e cancelamento do contrato com a empresa gestora.

Deputado Antônio Pedro (DEM)/Foto: Aleac

Deputado Antônio Pedro (DEM)/Foto: Aleac

O parlamentar explicações por parte do governo do Estado para com os trabalhadores da Natex: “Há anos cobro sobre o atraso dos salários dos funcionários da estatal. São 75 servidores em casa, sem trabalhar por falta de produtos químicos”. Antônio Pedro destacou estarem os trabalhadores há três meses sem receber: “Além disso, ontem [segunda-feira] um servidor disse que a empresa Lopes, a terceirizadora da mão de obra, teria tido o contrato com a Funtac rescindido. Não chequei, mas foi o repassado”.

Para o parlamentar, é uma péssima notícia em plena véspera de Natal: “Se não bastasse tudo que sofrem, ainda recebem mais esta notícia ruim, pois se acabou o contrato, não vão receber. É um crime ficar tanto tempo sem pagar os salários. Sequer podem comprar a alimentação para os seus familiares”.

O deputado destacou que a empresa Natex foi anunciada como sedo um incentivo aos produtores de látex da reserva Chico Mendes, gerando renda e emprego, e criado uma grande expectativa e agora abandonada. “A outra empresa era a fábrica de pisos, que pouco funcionou e já fechou deixando mais de 200 desempregados. A cidade de Xapuri agora vive um problema, cujos reflexos já se fazem sentir no comércio local”, complementou.

comentários

Veja também