Pimenta: “Bittar diz que candidatos ao Senado em 2018 devem ser decididos por pesquisa popular”

Em busca de unidade

O ex-deputado Marcio Bittar (PSDB) vem percorrendo todos os municípios do Acre tentando remendar a colcha de retalhos que é a oposição acreana. Nas eleições municipais deste ano, os partidos que fazem oposição ao PT saíram rachados em muitos municípios, onde ficaram arestas com pontas bem compridas a serem aparadas. Ele busca o melhor caminho, que é o diálogo com as principais lideranças políticas.

Gladson

Bittar defende que o nome para disputar o Governo do Acre em 2018 seja o do senador Gladson Cameli (PP), e que haja critérios para a escolha dos nomes que irão disputar as duas vagas ao Senado da República. Um dos critérios defendidos pelo tucano é o da viabilização de candidaturas. E ele tem razão, uma coisa é lançar o nome, outra coisa é viabilizar a candidatura.

gladson_marcioPesquisa

Ele diz ainda que os dois que irão disputar o nomes ao Senado devem ser pessoas que tenham conseguido apoio da militância e dos principais grupos políticos da oposição, além disso, que sua aprovação popular seja medida por meio de pesquisas de opinião pública.

Missão difícil

Marcio Bittar é realmente um homem persistente e corajoso. Terá muito trabalho pela frente. Unir a oposição do Acre é quase que impossível. Mas não custa tentar, né?

Lembranças

Basta lembrar de todas as eleições perdidas pela oposição nos últimos anos, quando muitos de seus líderes foram acusados de se venderem para os partidos que estão no poder. Já outros, endividados, não resistem ao primeiro chamado do Palácio Rio Branco.

Pecuária

Se o setor pecuário comemora os números de participação no PIB, o mesmo não pode dizer em relação à abertura do mercado japonês para o consumo da carne brasileira. Enquanto os demais Estados produtores de bovinos comemoram essa nova oportunidade para a importação de carne do Brasil, o Acre pouco deve comemorar de forma direta. Os contratos devem ser assumidos pelos Estados com maiores rebanhos e frigoríficos dentro das especificações japonesas.

Piscicultura

Dizer que o Acre não avançou no mercado de peixes seria ingratidão, mas ao comparar com o vizinho Estado de Rondônia ficamos impactados com os avanços na região. Ler que o Estado, após tantos anos, ainda estuda novas tecnologias para o setor é ainda mais triste.

Cadeia organizada

Uma das coisas que os gestores dão um ‘banho de cuia’ nos acreanos, em relação à piscicultura de Rondônia, é a organização da cadeia produtiva. Um dos primeiros passos para se obter sucesso em produção industrial. Sibá bem que poderia ir por lá pegar umas aulas. Entretanto, Tião Viana preferiu embarcar com uma caravana para Israel!

fogoIncendiários

Se para a Segurança Pública os incêndios nos ônibus não têm nada a ver com as facções criminosas, temos no Acre uma nova modalidade de incendiários. Era melhor o secretário Ermylson Farias dizer que acreditamos em Papai Noel. Tem um velho ditado que diz: a coisa pior que tem é o engano de si próprio.

Troca de comando

Após quase dois à frente do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre (CBMAC), o coronel Carlos Gundim deixa o comando-geral da corporação e quem assume a liderança é o coronel Roney Cunha, que até então exercia a função de subcomandante geral.

Milagre

O coronel Cunha assume o comando e terá que fazer um verdadeiro milagre. O orçamento, que era de R$ 11 milhões, declinou para R$ 3 milhões. Isso mesmo, o orçamento encolheu mais de 72% para o ano que vem.

Pressão

Após pressão, o comando de segurança anunciou finalmente a Operação Papai Noel nas ruas. Serão mais de 200 militares empenhados em dar maior segurança, principalmente nas áreas comerciais e de maior movimentação de Rio Branco.

Adiantamos

Como esta coluna havia adiantado, O Tribunal de Justiça do Acre já tem data para a escolha dos desembargadores que integrarão a nova direção administrativa do Poder Judiciário estadual para o biênio 2017-2019. A eleição, segundo pauta de julgamento publicada nesta sexta-feira (2), no Diário da Justiça Eletrônico, será realizada no dia 9 de dezembro (sexta-feira), durante a 19ª sessão extraordinária do Tribunal Pleno Administrativo.

Regra

De acordo com o Regimento Interno da Corte acreana, a administração do Tribunal de Justiça é composta pelo presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça, eleitos dentre os seus membros mais antigos, para mandato de dois anos, “proibida a reeleição, até que se esgotem todos os nomes da ordem de antiguidade”.

Ninguém fala

A desembargadora Cezarinete Angelim esteve por Brasília nesta semana, não deixou ninguém autorizado para falar sobre a greve dos servidores que já dura mais de 50 dias. A eleição do novo presidente do TJAC deve ocorrer nesse clima nada agradável. Pelo visto, as sessões de conciliações não avançaram em nada.

marcio-besteMissa

A Missa de Sétimo Dia do acreano Márcio Bestene Koury será realizada no próximo dia 6 de dezembro, na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, às 19 horas. A família enlutada agradece a todos que se solidarizarem com este ato de fé e solidariedade cristã.

Campanha

A Prefeitura de Rio Branco, em parceria com o Sindicato dos Camelôs e Feirantes do Acre (Sincafe), lançaram neste sábado (3) de dezembro, às 9 horas da manhã, a quarta edição do Natal no Calçadão. O evento realizado na tenda montada no Calçadão da Benjamim Constant, em frente ao Colégio Acreano, onde ocorre uma vasta programação artística e cultural durante todo o mês de dezembro, além do sorteio de prêmios que incluem uma moto zero quilômetro.

Campeão

O Acre, que vive anunciando referência em sustentabilidade, foi o que mais desmatou segundo dados divulgados pelo Inpe. Os números aparecem depois de mais de dez anos de redução de desmatamento. Entre 2015 e 2016, o Acre desmatou a mais cerca de 39 mil hectares.

E agora, Tião?

Os números foram divulgados na mesma semana em que Tião Viana se reuniu com o Ministério do Meio Ambiente e que, mais uma vez, a imprensa oficial afirmou que o Acre é referência em sustentabilidade. Pobre Acre.

comentários

Veja também