Pimenta: pacientes estão tirando dinheiro do bolso para conseguirem usar ambulância em Acrelândia

Mega operação

Uma mega operação está sendo preparada para a transferência a qualquer momento de 15 presos acusados de comandarem os ataques e homicídios de dentro dos presídios de Rio Branco. Eles serão levados para o Estado do Rio Grande do Norte. Embora tenha sido uma medida acertada, as transferências não apresentaram grandes efeitos, há sempre substitutos no sistema.

Acertado

A licitação de bloqueadores de celular na penitenciária Francisco de Oliveira Conde parece ser a ação de maior impacto nessa guerra contra o crime organizado. Tecnologia e inovação com mais efetivo e investimento pesado em educação e cultura, é uma fórmula pesada nessa guerra.

Frase do dia

“Ele é um grande marqueteiro”, do presidente da Associação dos Agentes Penitenciários se referindo ao secretário de Segurança Pública, Emylson Farias. A categoria reclama de não ser ouvida pela cúpula. Para José Janes, o secretário que gosta de falar bonito está na função errada.

Mais mortes

Em apenas 11 dias já são 19 mortes, a maioria delas envolvendo jovens na faixa-etária de 18 a 35 anos. O último homicídio foi registrado na manhã desta quarta-feira (11) na rua 7 de Setembro, no Conjunto Habitar Brasil, em Rio Branco. Um jovem identificado apenas como Ryan foi executado com pelo menos seis tiros.

Pacificador

O camarada Moisés afirma que não será mais um na fileira dos que somente criticam a BR, mas sim um pacificador, aquele que unirá a base parlamentar em Brasília na busca de recursos para pelo menos amenizar o sofrimento de quem depende da rodovia.

Mentor da discórdia

Uma fonte do Palácio Rio Branco afirmou para coluna que o grande mentor das críticas ao DNIT com relação à manutenção da rodovia é o governador Tião Viana. O alvo seria o senador Gladson Cameli (PP). Engraçado que segundo Tiago Caetano, supervisor do órgão no Acre, o governador sempre liga preocupado com a situação e se colocando à disposição para ajudar a resolver os entraves em Brasília. Vai entender…

Apanhou muito

Léo de Brito, um dos deputados que pegou corda do Palácio, apanhou igual cachorro na postagem que fez criticando a situação da rodovia. A grande maioria dos internautas creditou na conta de Tião Viana as precárias condições da BR que recebeu mais de 2 bilhões de reais dos cofres públicos.

Boas notícias

O deputado federal Alan Rick (PRB/AC) tratou de, no meio de tanta pirotecnia, dar boas notícias e informar que até o mês de fevereiro grande parte do montante garantido para manutenção da rodovia será liberado pelo Governo Federal. Alan fez questão de frisar o nome do senador Gladson Cameli (PP) como articulador junto ao órgão para garantir dinheiro às obras necessárias e o não fechamento da BR-364.

Pobre SUS

Enquanto auditores apontam desvio de finalidade nos recursos da união para gerenciamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência no Acre, um montante de R$ 5,3 milhões. Usuários do SUS estão tirando dinheiro do bolso para conseguir chegarem a Rio Branco nas ambulâncias de Acrelândia. A coluna tem o telefone de contato da família que abasteceu R$ 100 para não ver a filha com suspeita de traumatismo craniano morrer no Hospital Geral da cidade.

 

Tucanos viram alvo

As ações do Ministério Público do Acre (MPAC) têm mirado nas prefeituras do PSDB no Acre. Ontem, a turma do GAECO passou o dia andando nas ruas de Xapuri para cumprir 22 mandados de busca e apreensão. A cidade parou para ver toda ação comandada pelo promotor Henrique Terra. No fim, nada conclusivo, tudo ainda em fase de investigação.

Ciranda, cirandinha

Assim é apelidada as operações ou esquemas de empresas dentro das prefeituras do interior do Estado. É um tamanho infinitamente menor de recursos do que o Lava Jato, mas que, segundo um empresário, continua sendo manipulado nas gestões com tendência a corrupção. É claro que para toda regra existe exceção.

Alô, Depasa!

Moradores do bairro Tucumã informam que já estão há 30 dias sem ver água a não ser das chuvas que têm castigado Rio Branco. E olha que prometeram água 24 horas nas torneiras dos moradores. Será que vamos voltar ao tempo das bicas!?

Informações furadas

Uma rápida consulta ao dispositivo que permite saber os plantões médicos foi o suficiente para verificar que as informações, principalmente nos fins de semana, estão furadas. Ou seja, como a coluna afirmou é para Inglês ver. Reportagem da TV Acre deixou claro que o sistema é falho.

Na Justiça

Agora o sindicato dos médicos, alegando insegurança, entrou na Justiça para tirar o sistema do ar. O objetivo é proteger os profissionais que podem ser vítimas da violência que é noticiada todos os dias pelos meios de comunicação. O presidente do Sindmed, Ribamar Costa, afirmou ser importante proteger as vidas dos servidores que precisam ter como foco principal o atendimento aos pacientes.

Aspas

“O médico precisa ter suas garantias individuais mantidas, e o Sindicato busca essa proteção em tempos em que a violência varre todo o país, com assaltos e assassinatos”, afirmou o sindicalista.

comentários

Veja também