Primeiro mês de 2017 já tem uma sexta-feira 13; veja crendices sobre a data

Data surge apenas quando o primeiro dia do mês cai em um domingo

Se você é supersticioso e acha que 2016 foi um ano de acontecimentos inesperados, o ano de 2017 já começa com a famosa sexta-feira 13, data relacionada a inúmeras crendices, e que surge apenas em meses iniciados no domingo.

Para muitos, é o dia em que deve-se evitar passar embaixo de alguma escada ou dar de cara com um gato preto. Crenças como essa surgem a partir de antigas histórias, oriundas de diversos povos e religiões.

Segundo hipóteses relacionadas ao cristianismo, a data está diretamente ligada à ultima ceia de Jesus Cristo, quando 13 pessoas estavam sentadas à mesa. Considera-se também que Jesus Cristo foi perseguido e crucificado em uma sexta-feira 13.

Mito
Outra história diz respeito a um banquete na casa do Deus Odin, com 12 divindades, na qual Loki não foi convidado. Muito ofendido, travou uma grande luta com os outros convidados, que resultou na morte da deusa Balder, surgindo assim o mito ligado ao número, no qual em uma reunião onde são convidadas 13 pessoas, nunca acontecem coisas boas.

Há também a crença está ligada ao século XIV, quando, na França, o Rei Filipe IV, ao considerar a ordem dos Cavaleiros Templários como ilegal, decretou, em uma sexta-feira 13, que os membros fossem perseguidos, presos e torturados, gerando muitas mortes.

Mesmo com a grande diversidade de crenças, há quem não acredite na data como um dia de azar. Na numerologia, o número 4, resultante da soma de 1+3 (13), está diretamente ligado à força e prosperidade.

Já o número 13 está relacionado às transformações da vida, internas e externas, representando os recomeços. Os indianos por exemplo, ligam o número 13 à prosperidade, como uma espécie de amuleto da sorte.

comentários

Veja também