Celulares são apreendidos dentro de tubos de pomadas no presídio de Sena

“Antes de chegar as mãos dos presidiários, todo o material é revistado e hoje obtivemos êxito em mais uma ação", comentou um agente

A Lei de Execuções Penais (LEP) proíbe expressamente o uso de aparelhos celulares por parte dos reeducandos dentro dos presídios. Em Sena Madureira, porém, frequentemente os infratores tentar burlar a lei e as apreensões desses objetos endereçados aos detentos vêm crescendo muito.

Quem está do lado de fora da unidade se utiliza várias maneiras para tentar driblar a fiscalização. Os agentes penitenciários de Sena Madureira já apreenderam celulares dentro de bola de futebol, câmaras de ar, latas de goiabada e até mesmo dentro de televisores. Nesta segunda-feira (17) uma nova tática foi descoberta. Vários telefones foram encontrados em tubos de pomadas que seriam entregues aos apenados.

Agentes apreenderam celulares dentro de tubos de pomada /Foto: Sena Online

“Antes de chegar as mãos dos presidiários, todo o material é revistado e hoje obtivemos êxito em mais uma ação. Muita gente pergunta como os presos têm acesso a celulares. Na verdade, os infratores usam várias táticas para furar a fiscalização, mas sempre estamos atentos a isso”, comentou um agente penitenciário que preferiu não se identificar.

comentários

Veja também