Culinária acreana é destaque de festival em Brasília durante esta semana

Renomado restaurante da capital federal promove Festival de Cozinha Acreana de 20 a 22 de abril

Os cerca de 3.000 quilômetros que separam as delícias gastronômicas do Acre e a capital do País serão reduzidos drasticamente nos próximos dias. E a responsável por isso é a chef Mara Alcamim. No fim de março, após uma incursão de quatro dias com cozinheiros e chefs da região, ela voltou a Brasília com a ideia de lançar um Festival de Cozinha Acreana.

O evento será organizado da seguinte forma: a partir desta quinta-feira (20/4) até sábado (22/4), o público poderá conferir no jantar, do Restaurante Universal (210 Sul), um menu degustação – composto por sete etapas –, que proporcionará uma viagem pelos sabores do estado com o uso de produtos como tucupi, tapioca, pirarucu, castanha, cuscuz, banana comprida e farinha de Cruzeiro do Sul.

Chef Mara Acalmim /Foto: Daniel Zukko

Conhecida por sua cozinha criativa e apaixonada pela culinária brasileira, Mara Alcamim tem como características a curiosidade e a mescla de sabores. No entanto, durante o Festival de Cozinha Acreana, fará questão de preservar a originalidade dos pratos bem como suas autorias, um agradecimento ao carisma de um povo tão querido que tem prazer em receber e repassar conhecimento adiante.

“Você se sente muito amada no Acre. Pessoas que você nunca viu, brigam para você ir às suas casas experimentar um prato, para te levar ao aeroporto, para te ensinar uma receita de família. É um lugar muito especial”, destaca a chef.

A qualidade dos produtos também impressionou Mara Alcamim, dos peixes frescos, temperos e frutas à carne de gado. A elevada qualidade do gado acreano é atribuída à técnica de criação do “boi verde”. O animal só come alimento natural, o capim. Em 40% das pastagens há o “consórcio” com leguminosas, fornecedoras da adubação orgânica.

Creme de tapioca com doce de abacaxi /Foto: Divulgação

Por isso, para o festival desta semana, a chef levou muitos insumos do Estado: farinha de Cruzeiro do Sul, pirarucu, filhote, pimenta olho-de-peixe, pimenta-de-cheiro, 20 litros de tucupi e banana comprida estão entre alguns deles. Dessa forma, Mara espera incentivar os brasilienses a conhecer um pouco mais dessa gastronomia bem como proporcionar elaborações não rotineiras.

O menu degustação abre com Couvert do Líbano, receita da Chef Sibelle Khalil, do Restaurante La Nonna. Nessa etapa, será servido um charuto de folha de couve recheado com arroz, carne moída e especiarias árabes. Algo típico da região, já que o estado conta com grande população de libaneses.

Couvert do Líbano /Foto: Divulgação

Na sequência, Pirão de Galinha Caipira, da chef Dona Alzira, da Pensão da Mãezinha, uma barraca que fica no Novo Mercado Velho. Em seguida, vem a Baixaria, especialidade de Antônia Pereira, a Toinha, que atende no Mercado do Bosque. Mas não pense bobagem! Baixaria, no Acre, nada mais é que cuscuz de milho com carne moída, cheiro-verde e ovo frito. A diferença é que, no menu degustação do Universal, o preparo será com ovo de codorna também frito. Esse prato é bastante requisitado nos cafés-da-manhã nos mercados populares do Acre, muito consumido especialmente por quem saiu de uma boa festa e precisa recompor a energia para encarar o dia.

Há ainda o quarto prato, que será a Moquequinha de Filhote com Pirão de Farinha de Cruzeiro do Sul, do chef Luciano Santiago, que também tem uma banca no Mercado do Bosque. O peixe fresco e a farinha foram levados do Acre. Conhecida como a melhor do país, essa farinha de mandioca é um produto regional artesanal, tem grande valor cultural e contribui para a garantia da segurança alimentar das famílias locais, além de ser um dos principais produtos agrícolas da região.

Moquequinha de filhote com pirão de farinha de Cruzeiro do Sul /Foto: Divulgação

A quinta etapa – o Pirarucu com Banana Comprida e Creme de Castanha-do-Brasil e Limão – é assinado pela chef Mara Alcamim. O peixe – também do Acre – fica bastante saboroso com essa a banana. Para finalizar a sequência de pratos salgados, será servido Arroz de Pato com Tucupi e Confit, o carro-chefe do restaurante Point do Pato, comandado pela chef Socorro Jorge. Para os três dias de festival, a chef Mara levou cerca de 20 litros de tucupi. O Creme de Tapioca Com Doce de Abacaxi, da Chef Sibelle Khalil, um dos doces mais famosos da região, encerra a noite.

Festival de Cozinha Acreana

No Restaurante Universal (CLS 210, Bloco C, Loja 18, Asa Sul, Brasília-DF), de quinta-feira (20/04) a sábado (22/04), no jantar. Valor: R$ 149,00 por pessoa (bebidas não inclusas). Reservas: (61) 3443-2089.

Naiobe Quelem Comunicação Integrada
(61) 3877-6030 / (61) 3877-6050

Naiobe Quelem
(61) 99249-1997

Amanda Carvalho
(61) 99603-7978

comentários

Veja também