Ensino infantil celebra Dia Nacional do Livro Infantil com atividades na Capital

“É um prazer poder testemunhar esse primeiro contato dos estudantes com os livros", disse a professora Adriana de Paula

Celebrado em homenagem à data de nascimento do escritor Monteiro Lobato (1882-1948), o Dia Nacional do Livro Infantil (18 de abril) foi instituído pela Lei 10.402, há 15 anos, e desde então, serve como ponto de partida para várias ações escolares envolvendo o incentivo à leitura.

Nesta terça-feira (18), na Biblioteca Pública, a data literária foi motivo para uma nova experiência envolvendo os alunos da Escola Luiza de Lima Cadaxo. Localizada na zona rural de Rio Branco, a instituição de ensino promoveu o primeiro encontro dos estudantes com as ofertas da Biblioteca Pública.

Alunos participaram de atividades culturais /Foto: ContilNet

“Trata-se de uma ocasião muito especial. É um prazer poder testemunhar esse primeiro contato dos estudantes com os livros aqui na Biblioteca. Temos também o projeto Bolsa Viajante, que incentiva alunos e suas famílias a lerem e responderem questões elaboradas a partir dessas leituras”, explicou a professora Adriana Fátima de Paula.

Para o aluno Caio Andrey, com nove anos de idade, o hábito de ler é uma parte importante para a evolução escolar: “Precisamos dos livros para aprender histórias e para termos mais conhecimento.”

Caio Andrey /Foto: Astorige Carneiro/ContilNet

O dia também não passou em branco para os 250 alunos da Escola Frei Pelegrino de Lima, onde até a diretora da instituição, Luciana Santana, participou das comemorações como a personagem Emília, personagem ícone da série de livros do Sítio do Pica-Pau Amarelo, escrita por Monteiro Lobato.

comentários

Veja também