Parlamentares do PMDB defendem investigações sobre a conduta de Temer

Todos lamentaram que a crise veio no momento em que o país começava a crescer

Ninguém está acima da lei. Essa foi a voz uníssona dos parlamentares do PMDB acreano na manhã desta quinta-feira (18), acerca dos últimos acontecimentos envolvendo a expressão maior do partido, o presidente da República, Michael Temer, envolvido no escândalo da JBS. Todos lamentaram que a crise veio no momento em que o país começava a crescer, não obstante às reformas em curso no Congresso Nacional.

A deputada federal Jéssica Sales foi a primeira a se manifestar em favor das investigações. “Que a justiça seja feita e que a verdade apareça o mais rápido possível. Até porque ninguém está acima da lei, que é para todos, inclusive para nosso presidente Michel Temer”, declarou em nota.

Parlamentares do PMDB falaram sobre acusações contra o presidente Michel Temer /Foto: Reprodução

“Já disse e repito quantas vezes forem necessárias: o PMDB é uma instituição partidária maior do que qualquer membro que, porventura, tenha cometido algum deslize. Defendemos todas as investigações de qualquer que seja o partido que tenha cometido atos ilícitos. Todos devem pagar por seus erros Que se investigue, apure e penalize!”, assim se pronunciou a deputada estadual Eliane Sinhasique.

Até o vereador Roberto Duarte esbravejou contra seu correligionário durante debate na manhã desta quinta, na Câmara Municipal de Rio Branco: “Se for preciso eu vou pra rua gritar Fora Temer”. A reportagem tentou falar com deputado federal Flaviano Melo, que chegou a atender a ligação, mas disse que não poderia falar porque estava “fazendo exames”.

De acordo com o jornal O Globo, os donos da maior rede de frigoríficos do país repassaram à Procuradoria Geral da República gravações em que o presidente Michel Temer dá aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato.

comentários

Veja também