Júri decide que ex-policial que matou colega de farda é incapaz de responder pelo crime

Ele pegou apenas 3 anos de internação com acompanhamento psicológico, a família da vítima vai recorrer

O ex-subtenente Adelmo José dos Santos, de 50 anos, foi a júri popular na manhã desta segunda-feira (19), e o Júri acatou a versão apresentada pelo advogado de defesa, Tibiriçá Thompson, de que o acusado sofre com transtorno bipolar e dependência química, sendo assim, não tem condições de responder pelo crime.

Ele pegou apenas 3 anos de internação com acompanhamento psicológico. Para quem não lembra, José Adelmo foi quem matou o sargento Paulo Andrade, de 44 anos, dentro do Comando Geral da Polícia Militar do Acre (PMAC) em 24 de novembro de 2016. A família da vítima vai recorrer da decisão.

SAIBA MAIS

Policial militar mata colega com tiro nas costas dentro do quartel da PM em Rio Branco

comentários

Outras Notícias

Veja também