Vereador diz que Tião Viana não quis receber parlamentares para tratar sobre segurança

Vereador diz que tentou marcar audiência com o governador, mas foi rejeitado

Às vésperas de mais uma vinda do secretário de Segurança Pública a Sena Madureira, marcada para esta quinta-feira (13), comerciantes do município se reuniram na Câmara Municipal para pedir exatamente mais segurança na área central da cidade. Eles alegam que não conseguem mais trabalhar direito em razão dos furtos, arrombamentos e até mesmo assaltos.

Além dos inúmeros comerciantes, também compareceram ao encontro a juíza Andréia Brito, a promotora de Justiça Vanessa de Macedo, o delegado Marcos Frank e o vereador Silvano Farias (DEM). Em razão da morte do policial militar Alelceny Silva de Souza, o comandante da PM em Sena, major Casagrande, não pode participar do debate.

Comerciantes que não conseguem mais trabalhar direito em razão dos furtos/Foto:ContilNet

A comerciante Josedate, que há dias teve seu estabelecimento assaltado, disse que alguma providência precisa ser tomada com urgência no sentido de melhorar a segurança, não somente no centro, mas em outros locais de Sena Madureira.

“A grande verdade é que vivemos um clima de insegurança. Assaltaram o meu estabelecimento, causando um prejuízo de mais de 4 mil reais e isso aconteceu em plena luz do dia. Queremos agradecer às autoridades que compareceram a esta reunião e pedir encarecidamente que alguma coisa seja feita por nós”, comentou Josedate.

A promotora de justiça Vanessa de Macedo falou sobre o encontro. “Hoje pudemos ouvir a demanda dos comerciantes e na próxima semana estaremos fazendo uma nova reunião, dessa vez com a presença da PM para discutirmos o que efetivamente poderá ser feito. Sabemos que a Polícia Militar teve uma baixa considerável em seu efetivo, mas vamos ver com o comandante o que pode ser feito para que seja dada uma assistência maior aos comerciantes”, frisou.

Comerciantes se reuniram na Câmara Municipal na terça-feira/Foto:ContilNet

Presente na reunião, o vereador Silvano Farias (DEM) manifestou apoio aos comerciantes e disse que a câmara municipal já tentou marcar uma audiência com o próprio governador para pedir apoio, mas houve rejeição por parte do Estado.

“Um dos assessores do governador nos respondeu que nesse momento não seria possível, por causa dos impasses políticos que estão acontecendo. Essa politicagem tem que ser deixada de lado. É preciso colocar em primeiro lugar a população”, salientou o vereador.

O delegado de Polícia Civil em Sena Madureira, Marcos Frank, garantiu, dentro das possibilidades, continuar intensificando os trabalhos no município. Uma das ideias que surgiu na reunião diz respeito à implantação de uma base policial no centro da cidade. Resta saber se a PM tem estrutura para isso, diante das dificuldades relacionadas ao seu efetivo.

comentários

Outras Notícias

Veja também