Operação da PF desarticula organização por suspeita de fraude em licitações

Denúncia resultou na investigação e na apreensão de bens avaliados em mais de R$ 2 milhões

Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (11), a Polícia Federal (PF) divulgou informações sobre a desarticulação de uma suposta organização criminosa que estaria envolvida em fraudes de licitações.

De acordo com o delegado Jacob Guilherme Melo, a denúncia foi recebida no ano passado, envolvendo as licitações de venda e manutenção de extintores de incêndio. Foram identificados dois núcleos, sendo que um deles utilizava sete Cadastros Nacionais da Pessoa Jurídica (CNPJs).

Delegados falaram sobre a operação na manhã desta sexta (11) /Foto: ContilNet

Também foi realizada a apreensão de bens que superam o valor de R$ 2 milhões, incluindo automóvel, motocicleta e um jet-ski. “A apreensão de bens foi devido à suspeita de lavagem de dinheiro. Caso seja comprovada a origem lícita dos bens apreendidos, os mesmos serão liberados”, explicou Jacob.

Grupo ostentava veículos do ano /Foto: ContilNet

As investigações devem continuar nos próximos dias, e uma das possibilidades que a PF analisa é o envolvimento de servidores públicos nos esquemas fraudulentos. “Acreditamos que possa existir, no mínimo, conivência de alguns servidores públicos. Todos sabem que a licitação tem que ter concorrência efetiva. Sem ela, já se constitui fraude”, disse o delegado da PF.

comentários

Outras Notícias

Veja também