Márcio Bittar é recebido com festa pelo PMDB e lideranças da oposição em ato de filiação


Jucá disse que Márcio fez uma trajetória que o credenciou a voltar para o PMDB com muito respeito e carinho da direção e dos militantes

WILIANDRO DERZE, DA CONTILNET

O evento que marcou o ato de filiação oficial do ex-deputado federal Márcio Bittar ao PMDB no auditório da livraria Paim, na noite desta sexta-feira (15) contou com a presença do senador Romero Jucá que é presidente nacional da sigla, além de maioria das lideranças dos partidos de oposição no Estado. Bittar tratou sua volta como a parábola da ‘Bíblia’ ‘A volta do filho pródigo’.

Ao lado do presidente regional do partido, deputados, senadores, militância e demais lideranças dos partidos de oposição, e depois de ter passado em todos os municípios e realizado com as direções municipais da sigla uma filiação simbólica, Marcio Bittar assinou sua oficialmente ficha de filiação ao PMDB.

Marcio Bittar assina ficha de filiação ao PMDB/Foto: Wiliandro Derze/ContilNet

Em seu discurso, Bittar disse que volta com muito orgulho ao partido porque mesmo um dia tendo saido e levado um mandato, nunca foi criticado e sempre teve o apoio da sigla em suas candidaturas majoritárias.

“Estou me sentindo como o filho pródigo da Bíblia. Sai, escrevi parte da minha históra em outras siglas, e hoje estou de volta a este partido que sempre me tratou bem e nunca me abandonou. Agradeço ao ex-prefeito Vagner Sales, ao deputado Flaviano Melo e a deputada Eliane Sinhasique que articularam essa minha volta ao glorioso PMDB”, disse Marcio.

O senador Romero Jucá disse que Marcio fez uma trajetória que o credenciou a voltar para o PMDB com muito respeito e carinho da direção e dos militantes.

“O Marcio vai ser o nosso senador, junto com o senador Petecão. Tenham certeza que vamos estar juntos para ajudar no que for preciso para que possamos conquistar as duas vagas ao Senado”, destacou Jucá.

O senador Gladson Cameli, que deverá ser o candidato ao governo dos partidos de oposição, pediu empenho da militância oposicionista para eleger dois senadores. “O voto que elege um, elege dois. Vamos casar os votos em Marcio Bittar e Sérgio Petecão”, disse. Cameli demonstrou muito entusiasmo para a disputa em 2018.

comentários

Outras Notícias

Veja Também