Reservatório do Bujari seca e Depasa reforça abastecimento com ajuda de caminhões-pipa

A água restante no reservatório da cidade deve ser distribuída ainda nesta sexta para os moradores,

A cidade de Bujari, que passa por uma das piores crises hídricas, deve receber o reforço de oito carros-pipa ainda nesta sexta-feira (29), informou o Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa).

A medida foi tomada porque o reservatório da cidade não possui mais água suficiente para atender a população de 9.684 habitantes. No dia 19 de setembro, o Acre TV mostrou que a situação era preocupante e que poderia piorar. O plano do Depasa é abastecer oito caminhões-pipa, na Estação de Tratamento de Água de Rio Branco (ETA 2), com capacidade de 20 mil litros cada um, e levar água por 22 km até a cidade do interior.

“Esses caminhões vão fazer quatro viagens por dia cada um, que vai dar um total de 640 mil litros de água tratada. Isso será diário e a gente vai dividir o abastecimento da cidade em quatro regiões. Então, uma região recebe em um dia e a outra depois, de forma que, quando roda, a pessoa recebe água em um dia e três não”, explica o diretor de Abastecimento das Cidades do Interior do Depasa, Davi Bussons.

A ideia é que essa medida emergencial dure por 15 dias, sendo prorrogada por mais 15, caso a cidade não registre chuvas.

Reservatório de água no Bujari, interior do Acre, está seco (Foto: Reprodução Rede Amazônica Acre)

“Praticamente essa é a única alternativa viável que nós temos para não deixar a cidade desbastecida e também o aeroporto de Rio Branco, que não tem um fluxo grande de voos, mas tem um certo consumo de água e tem manutenção de sistema contra incêndio que tem que funcionar. Então, vamos atendê-los também”, destaca.

A água restante no reservatório da cidade deve ser distribuída ainda nesta sexta para os moradores, já com a força-tarefa dos caminhões-pipa.

comentários

Outras Notícias

Veja também