“Acreanos saem pra trabalhar de dia e à noite se trancam em casa, com medo até de olhar pela janela”

A metáfora de Sinhasique diz respeito à mudança de hábitos dos moradores de Rio Branco

Mais transparência

Louvável a iniciativa do senador Jorge Viana (PT) em apresentar projeto de lei que obriga as empresas de cartões de crédito a divulgarem, em suas páginas na internet, todas as taxas de juros cobradas do consumidor.

O olho da cara

O objetivo da proposta do parlamentar petista é evitar, com essa informação, endividamentos futuros por parte dos brasileiros. Toda pessoa que já atrasou o pagamento da fatura ou foi obrigada a parcelar a dívida do cartão de crédito sabe que os juros cobrados pelas instituições financeiras estão entre os mais altos do mundo.

Senador Jorge Viana

É o Brasil!

Segundo afirmou Jorge Viana, enquanto no Brasil os juros para quem não pode pagar ou decide parcelar a dívida do cartão chega a 494% ao ano, em outros países da América Latina a taxa é muito menor. No México, por exemplo, ela gira em torno de 23%, de acordo com o senador.

Conselho grátis

Bem, esta coluna reitera a boa intenção do senador do PT do Acre. E sugere a ele que recomende ao irmão, Tião Viana (PT), que dê mais transparência aos gastos públicos. A começar pelo número de cargos comissionados da atual gestão e o valor gasto para mantê-los no ‘bem-bom’ em plena crise econômica.

Precisa não, deputado…

O deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB) não precisa pedir a abertura de mais uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar de quem é a culpa pelos investimentos nas empresas públicas (ou público-privadas) que faliram no Estado. O leitor mesmo pode dar essa informação ao parlamentar tucano, não é mesmo?

Tema relevante

O encontro sobre segurança de fronteira, que ocorrerá no Acre no próximo dia 27, é um dos assuntos mais importantes da década para todos nós. Porque está relacionado ao tráfico de drogas e armas que transformou o Brasil no segundo maior consumidor de cocaína do mundo e nos reserva um lugar entre os mais violentos do globo.

Ranking

Para que o leitor tenha uma ideia do tamanho dos nossos problemas, o país figura com nada mais, nada menos, que 19 cidades entre as 50 mais perigosas dos cinco continentes. O dado foi divulgado em abril deste ano pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal.

Violência aqui

Aliás, os acreanos não precisam dar uma volta ao mundo pra saber como o país – e o Acre também! – está violento. Basta que dê uma voltinha à noite pelos bairros Calafate, Belo Jardim, Taquari, Defesa Civil…

Michel Temer

Ainda sobre o Encontro dos Governadores do Brasil pela Segurança Pública e Controle das Fronteiras, cuja temática será “Narcotráfico, uma Emergência Nacional”, o presidente Michel Temer (PMDB) teria confirmado, durante encontro com os governadores Tião Viana e Confúcio Moura (Rondônia) sua vinda ao Estado.

Só tubarão

Além de Temer, deverão comparecer no evento ministros e secretários de Estado, o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármem Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

No semiaberto

A propósito da violência que campeia sem rédeas na capital e no interior do Acre, a deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) afirmou nesta terça-feira, na Assembleia Legislativa, que o acreano, graças ao perigo das ruas, “vive no regime semiaberto”.

De apavorar

A metáfora de Sinhasique – genial, diga-se de passagem! – diz respeito à mudança de hábitos dos moradores de Rio Branco, que durante o dia saem pra trabalhar e à noite se trancam em casa, com medo até de olhar pela janela.

Purgatório

Péssima no quesito oratória, a deputada estadual Leila Galvão (PT) também escolhe mal os temas sobre os quais falar durante as sessões na Aleac. Ouvi-la discursar é sofrer no purgatório.

Vai que é tua, Heitor!

Deputado Heitor Júnior (PDT) teve que dar explicações sobre discurso feito por ele na semana passada, em “homenagem” ao Dia do Dentista. É que logo após parabenizar os profissionais da área, o deputado teria afirmado, segundo a assessoria de imprensa da Aleac, que os gabinetes odontológicos são os maiores responsáveis pela proliferação do vírus da hepatite B.

Reação

A reação do Conselho Regional de Odontologia veio em forma de nota de repúdio ao parlamentar – que por sua vez nega ter feito tal acusação. Resta saber de quem é a responsabilidade pelo ‘erro’ de comunicação.

Dor de dente

Mas que fique desde já registrado que oratória ruim e dor de dente têm uma coisa em comum: quanto mais o sujeito mexe, pior fica.

comentários

Veja também