Por conta da crise, prefeitura de Acrelândia quer fazer redução de 25% em despesas diversas

Prefeito Ederaldo Souza determinou via decreto que gestores busquem medidas para diminuir gastos

Através de decreto veiculado na edição da última quarta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE), o prefeito de Acrelândia, Ederaldo Souza, instaurou mecanismos para reduzir as despesas nos órgãos municipais com energia elétrica, água e telefone.

De acordo com o decreto, a redução deve ser de 25% em relação à média de valores pagos nos últimos seis meses deste ano com despesas também de aquisição de suprimentos, aluguel de bens móveis e imóveis e fotocópias.

A publicação também coloca que o decreto foi necessário devido à diminuição de receita e repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Além disso, os órgãos municipais ficam vedados de realizar qualquer serviço que gere pagamento extra sem a autorização expressa do prefeito Ederaldo Souza.

Decreto foi publicado no Diário Oficial na última quarta-feira (18). Imagem: Reprodução

“A gente quer fechar o ano com a folha de pagamento em dia, pois temos agora o 13º salário para pagar e queremos honrar com nossos compromissos e deveres. Infelizmente, a prefeitura está sendo muito penalizada por dívidas trabalhistas da gestão anterior. Então, estamos tentando colocar as contas em dia para ficarmos dento da Lei de Responsabilidade Fiscal e por isso é necessário enxugar a máquina administrativa”, disse Souza.

Com informações do site G1 Acre

comentários

Outras Notícias

Veja também