Diretor do Procon/AC questiona se pouso forçado de avião foi por falha na turbina

Segundo assessoria, um pássaro entrou na turbina e provocou pane; Procon questiona conservação de aeronaves

O diretor do Procon no Acre, Diego Rodrigues, exige uma explicação melhor da assessoria da empresa Latam com relação à pane que provocou o retorno da aeronave para Rio Branco na madrugada de sábado (11). De acordo com nota da empresa: “A aeronave do voo JJ3586 (Rio Branco – Brasília), que partiu às 3h10 do dia 11, colidiu com um pássaro nas proximidades do aeroporto de Rio Branco. Com isso, a aeronave retornou ao terminal, onde aterrissou em completa segurança às 3h40 [horário de Brasília]”.

A informação não convenceu Diego Rodrigues, para ele, o incidente, “deixa evidente a vulnerabilidade que nos encontramos ao sermos obrigados a utilizar esses equipamentos sucateados”.

Ainda de acordo o representante do serviço de proteção ao consumidor, é preciso uma investigação mais aprofundada e que desculpa de um pássaro é “mais uma nota explicativa”. Diego pede à bancada federal que exija uma posição da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Diego Rodrigues, diretor do Procon/Ac/Foto: Agência de Notícias

Vários passageiros relatam terem ouvido um barulho grande após a decolagem do avião. O ex-prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno, estava no voo com a esposa e o filho. Ele disse que o barulho foi muito grande e que, somente próximo de pousar, o comandante disse o que tinha acontecido.

“Ele informou que uma ave tinha colidido com o avião, mas que o pouso não seria de emergência, mas realizado de maneira natural, o retorno para Rio Branco era uma medida de segurança”, disse Rodrigo à ContilNet. A Infraero informou que o voo JJ3586 (Rio Branco – Brasília) foi realizado às 17 horas do último sábado.

comentários

Outras Notícias

Veja também