Polícia Civil investiga homicídio e realiza exumação de cadáver em seringal no interior

A localidade é de difícil acesso e a equipe do IML necessitou percorrer 150 km por via terrestre

Após trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil no município de Sena Madureira, distante 144 km da capital, agentes desvendaram crime de homicídio ocorrido no ano de 2013 em uma propriedade rural localizada no Seringal Novo São João, Colocação Nova Morada região do município de Sena Madureira.

Antônio Amadeus foi morto por perfurações causadas por arma de fogo e enterrado na mesma colocação por familiares que, após denúncia desencadeou início de uma investigação que constatou a materialidade de crime de homicídio.

Acionado pela autoridade policial, o Instituto Médico Legal, representado pelo médico legista Dr. Ítalo Maia Vieira, deslocaram-se ao ponto exato e realizaram o procedimento de exumação cadavérica.

A localidade é de difícil acesso e a equipe do IML necessitou percorrer 150 km por via terrestre/Foto: Ascom

A localidade é de difícil acesso e a equipe do IML necessitou percorrer 150 km por via terrestre, mais aproximadamente três horas de embarcação através do Rio Iaco, além de uma caminhada de 1 hora e ½ através de mata densa para chegar a colocação.

“Seguimos com planejamento estratégico da Secretaria de Segurança de combate a criminalidade e coibir qualquer pratica delituosa. Esse caso específico, fomos procurados e estamos cumprindo com nossa função de investigar e descobrir o autor do crime”, declarou delegado Marcos Franck.

Para o médico legista, Dr. Ítalo Maia, o laudo sairá em 10 dias com informações que irão compor o inquérito policial. “Todos os estudos serão feitos no cadáver e colheremos os vestígios que irão subsidiar o laudo que por sua vez será remetido a autoridade policial que fará a juntada documental no inquérito dando embasamento substancial a justiça com provas indeléveis”, observou Dr. Ítalo.

Ainda de acordo com o delegado, o trabalho policial segue e a investigação já possui um suspeito do cometimento do delito.

comentários

Outras Notícias

Veja também