No apagar das luzes, governo do Acre envia projetos à Aleac com aumento de impostos para 2018

Algumas taxas, como a de 2° via do RG, podem subir até 200 % se os projetos do Executivo forem aprovados

Deputados de oposição denunciam manobra tradicional do Executivo de enviar projetos que oneram a sobrevivência no Estado, no limiar do ano legislativo. “Todo fim de ano é assim. O Governo entope a Assembleia de Projetos. Devido ao acúmulo de trabalho, as questões não têm nem tempo de serem debatidas. É uma maldade com a população”

O desabafo é do deputado Gehlen Diniz (Progressistas), que se somou à colega Eliane Sinhasique (PMDB) na reclamação contra o aumento de mais de 200% na taxa para a segunda via da Carteira de Identidade (RG).

A taxa, pelo projeto, vai subir de R$ 22 para R$ 57. “Não é possível que o Executivo não consiga enviar para esta Casa um projeto que beneficie a população”, desabafou a deputada Eliane Sinhasique (PMDB).

Algumas taxas, como a de 2° via do RG, podem subir até 200 % se os projetos do Executivo forem aprovados/Foto: reprodução

Mas o que está provocando tensão é o projeto de reparcelamento das dívidas do Estado com a Caixa Econômica. O projeto foi aprovado na Assembleia Legislativa, com o voto contrário da oposição. Contudo, na terça-feira (5) o projeto voltou ao Legislativo com uma pequena mudança, mas foi retirado na manhã desta quarta-feira (6) pelo Governo do Estado para uma adequação.

Sobre isso, o deputado Gehlen Diniz destaca que o endividamento do Acre é equivalente ao PIB do Estado. Segundo ele, são tantos reparcelamentos que se o Estado fosse uma pessoa física seria o mesmo que estar pagando apenas a parcela mínima do cartão de crédito.

“Estamos aqui porque temos que votar, mas já adianto que nós da oposição votaremos contra. Já votamos contra da outra vez, não será uma palavra ou duas que vão mudar nosso entendimento”, salientou Diniz. Os dois projetos do Executivo entrarão na pauta de votações na sessão desta quinta-feira (7), se houver quórum para votar.

comentários

Outras Notícias

Veja também