“Meu eterno professor, uma unanimidade entre todos”, diz jornalista sobre Ilson Nascimento

"Hoje o céu ganhou mais um anjo que irá lá de cima guardar por nós: Seu Ilson Nascimento, meu eterno professor"

O jornalista Ilson Nascimento, um dos nomes mais conhecidos e queridos da imprensa acreana faleceu nesta quarta-feira (7) após passar vários dias internado no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), onde tentava se recuperar de problemas renais.

Uma nota assinado pelo governador Tião Viana e pela vice-governador Nazareth Araújo, diz que Ilson, carinhosamente chamado de “Maninha” pelos amigos mais íntimos, era uma figura marcante e popularmente conhecido entre os colegas da imprensa pela gentileza e amor à profissão.

Ilson atuou na imprensa acreana por mais de 30 anos, tendo iniciado a carreira no início dos anos 70 no jornal O Rio Branco. Atualmente ele era o produtor do programa Gente em Debate, apresentado pelo jornalista Washington Aquino, na Rádio Difusora Acreana.

“Perdi hoje um dos grandes amigos que colecionei nesses 50 anos dedicados ao jornalismo no Acre. Morreu o jornalista Ilson Nascimento, nosso querido Maninha. Conheci o Ilson no início da década de 70 no Jornal O Rio Branco. Era revisor. Desde então trabalhamos juntos na Assessoria de Comunicação, jornal A Tribuna e por 28 anos na Rádio Difusora Acreana. Que Deus te receba de braços abertos meu amigo Minhas condolências à família”, escreveu o repórter policial Antonio Carlos Batista em sua página do Facebook.

Saulo com Ilson Nascimento: “Meu eterno professor”

“Hoje o céu ganhou mais um anjo que irá lá de cima guardar por nós: Seu Ilson Nascimento, meu eterno professor. O cara que me instruiu e orientou quando fazia rádio, guiou e incentivou quando comecei a dar os primeiros passos no jornalismo. Fico imensamente triste por sua partida, mas feliz por ter tido tempo de dizer a você o quanto era significante e grandioso para a história da comunicação acreana e, inclusive, de escrever um pouco da sua própria história e ter apresentado isso a você! Um amigo, um ser muito carismático, uma unanimidade entre todos. Que Deus o ilumine e o guarde. Vá em Paz, grande Ilson! Sempre será lembrado aqui, entre nós.As pessoas passam, suas histórias as eternizam.”

Saulo Negreiros

“Uma grande perda para o jornalismo acreano, Ilson Nascimento se foi e deixa um legado de trabalho, compromisso e solidariedade”.

Jane Vascocelos

“Ele se foi… nosso grande Ilson Nascimento. Um amigo leal, companheiro incansável de trabalho, ser humano incrivelmente amável, gentil, profissional dedicado e comprometido. Com o consolo de que viveu intensamente e cheio de muito amor em cada capítulo da sua vida, nos despedimos desse grande homem!”

Andrea Zílio, Secretária de Comunicação do governo estadual

“Adeus meu amigo só ficará as lembranças de 33 anos de amizade e 13 anos trabalhando juntos toda 5:00 horas da manhã chegava sorrindo sempre alegre. Que Deus te receba em um bom lugar.”

Marcelo Cordeiro

Ilson Nascimento com o jornalista Washington Aquino no programa Gente em Debate/Foto: Facebook

Nota do Governo do Estado do Acre

Hoje, o jornalismo acreano anoitece enlutado. Lamentamos profundamente o falecimento do nosso amigo Ilson Nascimento, servidor da Rádio Difusora Acreana. “Maninha”, como era carinhosamente chamado pelos amigos, era jornalista desde 1972 e noticiou importantes momentos do Acre durante esse período.

Figura marcante, era popularmente conhecido entre os colegas da imprensa pela gentileza e amor à profissão.
Atuando no Sistema Público de Comunicação há pelo menos 30 anos, Ilson Nascimento tinha qualidades que certamente inspiraram e motivaram outras pessoas a seguir seu exemplo na busca por uma sociedade melhor e de paz.

Com sentimentos de profundo pesar, desejamos que Deus possa confortar os corações dos familiares, dos amigos e de toda a família Difusora Acreana, que perde um de seus principais guerreiros.

Tião Viana
Governador do Acre

Nazareth Araújo
Vice-governadora

comentários

Outras Notícias

Veja também