Corpo de jovem desaparecida é encontrado; família acredita que crime foi cometido por facção criminosa

Jovem que estava desaparecida desde a última terça-feira (9) foi encontrada morta e enterrada

O desfecho da história de Déborah Bessa, de 19 anos, infelizmente foi o previsto pela família. A jovem desaparecida desde a última terça-feira (9), foi encontrada morta e enterrada no início da tarde deste sábado (13), em uma área de mata, localizado ao final da rua Chapecoense, região do Caladinho, parte alta de Rio Branco.

Déborah Bessa estava desaparecida desde a última terça-feira (9). Foto: Reprodução

A informação foi confirmada pela família. O local não foi exatamente onde haviam denunciado por telefone, mas fica na mesma região de mata apontada pelos moradores.

Corpo foi encontrado em uma área de mata na região do Caladinho. Foto: Reprodução

Na quarta-feira (10), a irmã de Déborah, Sarah Oliveira, informou que logo após o início da divulgação do sumiço de Débora, a família começou a receber ligações que davam conta de que a jovem havia sido alvo de uma emboscada. A informação era de que Déborah havia pegado um mototáxi até a entrada do bairro Caladinho e lá foi abordada por criminosos que a arrastaram para dentro da mata. O corpo teria sido esquartejado e enterrado em seguida.

Déborah havia se desligado de uma facção criminosa há algum tempo, chegou a gravar um vídeo informando a sua saída da organização, mas a família acredita que ela tenha sido assassinada pela facção rival.

Os peritos fizeram a coleta das informações e após os procedimentos de praxe, o corpo deve ser levado a base do Instituto Médico Legal (IML), onde serão feitos exames para a confirmação de identidade, mesmo já sendo reconhecida pelos familiares.

comentários

Outras Notícias

Veja também