Deracre inicia retirada de balseiros que se acumulam em pontes da Capital acreana

Objetivo desta ação emergencial é resguardar a segurança de quem navega no rio

Com a elevação do Rio Acre, que ultrapassou a cota de alerta (13,50m) neste sábado (13), os entulhos e pedaços de madeira acumulam-se nas pilastras das pontes e passarelas que cortam a área urbana da capital.

Para evitar qualquer tipo de dano a essas estruturas, os técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) iniciaram a retirada de troncos e galhos de árvores.

Técnicos retiram troncos e galhos de árvores do rio Acre. Foto: Alexandre Noronha/Secom

“O objetivo desta ação emergencial é resguardar a segurança de quem navega no Rio Acre e refutar qualquer peso em excesso nas pilastras das quatro pontes da capital e sobre Riozinho do Rola”, destaca o diretor-geral do Deracre, Cristovam Moura. O gestor ressalva que o trabalho é intenso, pois a cada subida da lâmina d’água do rio, o volume de entulhos aumenta. Nesse caso, a remoção dos balseiros se dá de modo permanente.

“Nossa equipe está em alerta máximo, trabalhando os três períodos do dia para dar conta da grande demanda. Também contamos com a parceria do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Acre para efetuar qualquer intervenção neste período de cheia”, relata Moura.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

comentários

Outras Notícias

Veja também