Em menos de quinze dias, Acre registra quase 30 mortes de forma violenta


Mesmo com a onda crescente da violência sem controle no Estado, Emylson Farias, continua na sua pré-campanha

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET

Avança sem tréguas o número de assassinatos registrados no Estado do Acre somente nas duas primeiras duas semanas de janeiro de 2018, e na “contabilidade do medo” nada menos que 29 pessoas já foram mortas em menos de 15 dias.

Mesmo com a onda crescente da violência sem controle no Estado, o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, continua na sua pré-campanha para vice-governador, enquanto a população vive apavorada sob o signo do medo e o governador Tião Viana descansa de férias na Europa.

A reportagem da ContilNet fez um breve resumo, pesquisando na página da rede social da jornalista policial Lilia Camargo, que acompanha diariamente a onda de assassinatos no Estado.

Confira número de homicídios:

Lista de mortes violentas nas duas primeiras semanas do mês de janeiro de 2018.

Esta semana tivemos 14 mortes violentas, sendo 12 delas por arma de fogo e duas por arma branca. Com exceção de uma mulher, os demais mortos são todos do sexo masculino com idades entre, 18 e 47 anos.

Na semana passada, tivemos 13 mortes violentas, sendo 9 por arma de fogo e quatro por arma branca. Todas as vítimas eram do sexo masculino e tinham idades entre 15 e 52 anos.

Juntando as duas semanas, pelo menos 28 mortes foram registradas em menos de 15 dias.

Segue a lista e fotos de algumas das vítimas:

Mortes Violentas – Janeiro de 2018

PRIMEIRA SEMANA – 01/01 ao dia 07/01

Segunda-feira – 01/01

1 – Josué Souza de Araújo, morto a facadas, Transacreana

2 – Izomar Vieira de Andrade (47), Ramal da Uga, Belo Jardim, morto a facadas.

Terça-feira – 02/01

3 – Alan Lima Leite (25) – Ramal Bom Jesus, morto a tiros.

4- Francisco da Silva Soares (52), Ramal Menino Jesus, Taquari, morto a tiros.

Quinta-feira – 04/01

5 – David Rodrigues da Silva, Rua Flamengo, Laélia Alcântara

Sexta-feira – 05/01

6 – Francisco Cleuderson Sales de Oliveira (33), Jorge Lavocat, morto a tiros.

7 – Venilson Cruz dos Anjow (29), Rua das Mangueiras, Boa União, morto a tiros.

8 – Jamisson da Silva Marques (27), bairro Remanso, Cruzeiro do Sul, morto a tiros.

9 – José Esmael Pereira da Silva (31), sofreu tentativa de homicídio em Feijó dia 26 e morreu em Cruzeiro do Sul. Alvo de tiros.

Sábado 06/01

10 – John Wesley, 15 anos, Cidade do Povo, morto a tiros.

11- Roseane Dantas da Costa (14), Tarauacá, degolada.

Domingo 07/01

12 – Herlem Moraes da Silva, Estrada do Calafate, morto a facadas (Autor preso)

13 – Josué de Almeida Pontes (20 anos), Travessa Cerâmica, Alto Alegre, morto a tiros.

SEGUNDA SEMANA – 08/01 a 14/01

Segunda-feira 08/01

14 – Altevir Rodrigues de Oliveira (61), km 10, morto a tiros, Porto Acre (Latrocínio)

15 – Mateus Souza Gomes (19), Tucumã, morreu em troca de tiros com a polícia.

16 – Alisson Pereira (23), Tucumã, morreu em troca de tiros com a polícia

17- Raimundo Venâncio de Souza (47), morreu no PS, golpes de paulada em briga generalizada na estrada do Calafate, domingo (7).

Terça-feira (9)

18 – Auricio da Silva Brito (30), Montanhês, morreu no PS após levar um tiro.

Quarta-feira 10/01

19 – Geris da Silva Ângulo (29), assassinado a tiros, bairro Taquari.

20 – Karlison da Silva Braga (19), assassinado a tiros, Santa Inês.

21 – Odair de Souza Silva (21), morto a tiros, Boa União (Sobral).

Sexta-feira 12/01

22 – Rubens Damásio da Silva (22) morto a facadas no município de Feijó.

Sábado 13/01

23 – Débora Freitas Bessa (19), morta a facadas, Caladinho/Tancredo.

24 – Marcley Cunha Marques (34), morto a tiros, Quinari.

25 – Alexandre da Silva Nazaré (32) e Antônio da Rocha Viana, mortos a tiros.

26 – Wesley de Araújo (18), Ramal do Mutum/Alto Alegre, morto a tiros.

27 – Jardel Filgueiras Gadelha (33), Seringal Barra da Colônia, Xapuri, morto a tiros.

Segunda-feira 15/01

28 – Junior César Pontes (19). Assassinado a tiros no Bairro das Placas em Rio Branco.

29 – Igor Cândido Ribeiro, disparo de arma de fogo na cabeça, na Rua 7 de dezembro, no bairro Ayrton Sena

comentários

Outras Notícias

Veja Também