Rio Branco, Acre,

geral 260214 11

“Greve da Suframa gera prejuízos ao comércio local”, diz presidente da Fecomércio

geral 260214 11posição

PUBLICIDADE

Hott1A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC) reconhece o direito de greve de cada trabalhador, inclusive o dos profissionais da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Entretanto, é importante ressaltar que uma paralisação dos serviços da instituição é extremamente prejudicial ao funcionamento das atividades locais, tendo em vista que centenas de caminhões ficam parados aguardando a vistoria do órgão.

Leia também:

Servidores da Suframa paralisam atividades em protesto contra desvalorização da categoria

Embora o movimento tente derrubar o veto da medida provisória 660, referente ao Plano de Cargos e Carreiras (PCC) dos servidores, é importante enfatizar a relevância dos impactos que podem acontecer por conta da greve.  Ação impacta a liberação de mercadorias para o comércio.

O presidente da Fecomércio, Leandro Domingos, ressalta que a situação gera imensos prejuízos ao comércio e às transportadoras de carga. “Considerando que a economia do Acre vive atualmente um momento delicado, a greve da Suframa traz prejuízos ainda maiores para o Estado, sobretudo para o comércio. Nós não temos autoridade para interferir no processo em questão, porém é nosso dever alertar as autoridades sobre as consequências danosas à economia do Acre, devido à quase total dependência de abastecimento do comércio, regidas pela Suframa, que ficarão impedidas de comercializar os seus produtos para suprir o mercado do nosso Estado”, comenta Domingos.

A greve também foi deflagrada no Amazonas, em Manaus e, em Rio Branco, a Suframa recebe orientações operacionais da Superintendência Geral, na capital amazonense, que tem acompanhado a movimentação grevista desde o seu início. A Fecomércio entende que qualquer paralisação do fluxo de itens essenciais ao abastecimento do comércio acreano impulsionará ainda mais a crise econômica pela qual o estado passa.

A Fecomércio deve encaminhar um documento, na próxima semana, à sede da Suframa em Manaus para pedir providências em relação à liberação das mercadorias, já que, recentemente, o Acre passou por uma de suas maiores tragédias ocasionadas pela enchente do Rio Acre, tanto no sentido social, quanto economicamente.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up