Rio Branco, Acre,


Antônio Daniel e Adailton Cruz divergem sobre bloqueio das contas do Sintesac

Um mandado de segurança movido pela Chapa 1 é analisado pela juíza Olívia Maria

"O Anute é parte interessada, e não podia conduzir esta investigação", disse Adailton
“O Anute é parte interessada, e não podia conduzir esta investigação”, disse Adailton

As contas do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintesac) foram bloqueadas no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. A informação foi passada pelo candidato mais votado, Adailton Cruz, que teve sua eleição impugnada e aguarda decisão judicial reverter a posse do rival, Antônio Daniel.

A chapa contrário,de Antônio Daniel, informou que “isso não é verdade”.

PUBLICIDADE

O Cartório de Registros Públicos também teria rejeitado a ata de posse do atual presidente, que foi o segundo colocado. Segundo Adailton Cruz, o documento foi forjado. “Essa informação também não procede. A ata seguiu para registro e nós estamos aguardando”, reagiu Antôniio Daniel, o segundo colocado, que foi reconduzido ao cargo  pelo presidente da Comissão Eleitoral, Luiz Anute, na última terça-feira. A comissão declarou nulos os 1.020 votos de Cruz.

Um mandado de segurança movido pela Chapa 1 é analisado pela juíza Olívia Maria, da 1ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco. A ata de posse consta apenas as assinaturas de Anutte e do primeiro-secretário do sindicato. Três suplentes se negaram a assinar o documento, que cassou a eleição de Adailton Cruz sob a acusação de que os apoiadores dele teriam provocado uma briga de rua generalizada no dia da votação.

Uma investigação interna identificou violações ao Estatuto do Sintesac por parte da chapa mais votada, segundo o presidente da comissão eleitoral, que alega ter sido agredido, juntamente com seu filho durante uma confusão ocorrida na frente da entidade.

“O Anute é parte interessada, e não podia conduzir esta investigação. Não há provas de que nossos militantes tenham iniciado essa briga. Além disso, todos os demais membros da comissão eleitoral se negaram a assinar a ata por entenderem que existe uma manobra para aplicar mais um golpe em favor da chapa 2”, afirmou Adailton.

Segundo ele, todos os atos de Antônio Daniel são nulos. A liminar que pode tornar sem efeito a posse de Antônio Daniel está prevista para a próxima segunda-feira (24).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up