Rio Branco, Acre,


Cooperação e incentivo ao intercâmbio cultural

Em Brasília, Juca Ferreira (MinC) e Monika Grütters, ministra da Cultura e Mídia da Alemanha, debateram possibilidades de parceria

Ministros da Cultura de Brasil e Alemanha discutiram temas como economia da cultura, regulamentação da internet e audiovisual. Foto: Ascom/MinC
Ministros da Cultura de Brasil e Alemanha discutiram temas como economia da cultura, regulamentação da internet e audiovisual. Foto: Ascom/MinC

Na manhã desta quinta-feira, 20 de agosto, o Ministro da Cultura (MinC), Juca Ferreira, recepcionou em seu gabinete em Brasília a ministra da Cultura e Mídia da Alemanha, Monika Grütters. Ela faz parte da delegação que acompanha a chanceler Angela Merkel em visita à capital federal.

Juca Ferreira solicitou apoio à iniciativa do MinC e do governo brasileiro para a adoção de regras internacionais de regulação da internet de forma a garantir o espírito democrático da rede, o direito de autores e o respeito à diversidade cultural.

PUBLICIDADE

A ministra alemã manifestou apoio à proposta de uma ação multilateral para a regulação da internet, dizendo que este é um problema global que não pode ser resolvido isoladamente.

A parceria entre os países diz respeito também à proteção de bens culturais e ao combate do tráfico da produção artística. Monika Grütters disse que a Alemanha quer tornar mais rígida a regulamentação para a entrada de bens culturais no país, passando a exigir uma espécie de certificado de exportação de obras.

Juca defendeu a medida e explicou que a pauta também é uma preocupação do MinC, que atua na área por intermédio dos institutos Brasileiro de Museus (Ibram) e do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), além da parceria com o Conselho Internacional de Museus (Icom).

A ministra alemã elogiou o destaque que o cinema brasileiro tem conseguido internacionalmente e mencionou Que horas ela volta?, de Anna Muylaert, premiado este ano no festival internacional de Berlim, o Berlinale. O audiovisual, reforçou Monika Grütters, é peça importante na economia da cultura. Ela divulgou dados de pesquisa que apontam que, em seu país, para cada euro aplicado na área, o retorno é de seis euros.

No Brasil, o bom momento do audiovisual nacional também é resultado da Lei da TV Paga, que ampliou a presença de filmes e séries na televisão por assinatura – o subsídio do governo para essas produções rende R$ 1 bilhão ao ano e promove o fortalecimento da identidade e da diversidade cultural do País.

O Brasil estará presente na edição deste ano da Feira de Frankfurt, um dos principais eventos literários do mundo, com 10 autores subsidiados com recursos do Brasil e da Alemanha. A ministra disse que ainda está na memória dos alemães a forte presença do Brasil na última edição da feira, que ampliou muito o interesse do país pela literatura brasileira.

Monika Grütters foi informada de que o alemão é a língua mais proeminente no programa de Bolsa de Tradução mantido pela Fundação Biblioteca Nacional.

No encontro entre os ministros ficou definido que será desenvolvida uma cooperação entre Brasil e Alemanha para ampliar ainda mais o incentivo à leitura e o intercâmbio literário entre os dois países.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up