Rio Branco, Acre,


Milhares de aves morrem durante apagão e criadores amargam prejuízo de R$ 45 mil

Cerca de 9 mil animais morreram durante a queda de energia

Cerca de 9 mil animais morreram por causa da falta de refrigeração/Foto: O Alto Acre
Cerca de 9 mil animais morreram por causa da falta de refrigeração/Foto: O Alto Acre

Os sucessivos apagões que atingem cidades de Rondônia e Acre já começam a afetar a economia do dois estados da região Norte. Na cidade de Brasiléia, no km 4 da BR-317, criadores de aves do Polo Wilson Pinheiro comtabilizam os prejuízos com as últimas quedas de energias que atingiram a região. Em menos de uma semana, o Acre teve o fornecimento de energia interrompida por três vezes.

De acordo com os criadores de aves, durante o último apagão, na sexta-feira (18) e que durou cerca de 4 horas, cerca de 9 mil aves morreram por causa da alta temperatura que chegou a 40Cº e sensação térmica de 50Cº dentro das granjas. Com os ventiladores ligados, a clima fica em torno de 38°, já considerado quente para as aves.

PUBLICIDADE

“Nossas aves já estavam quase no peso certo para o abate, perdermos 50% da criação além de todo nosso lucro dessa vez. As quedas constantes chegamos a perder poucas, em torno de 100 apenas. Dessa vez, chegou a mais de 3000”, lamentou o criador Joanes Barbosa Santos.

“Nossas aves já estavam quase no peso certo para o abate", lamenta Joanes/Foto: O Alto Acre
“Nossas aves já estavam quase no peso certo para o abate”, lamenta Joanes/Foto: O Alto Acre

Segundo o presidente da associação dos criadores de aves, (Agroaves), Roberto Silva, o prejuízo causado com a morte das aves por causa da queda de energia pode chegar a R$ 45 mil.

“Pagamos caro por uma energia de péssima qualidade que teve aumento de 100% nos últimos 12 meses. Maioria dos produtores não tem geradores próprios e o lucro está indo embora devido esses apagões”, disse.

Com informações do O Alto Acre

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up