Rio Branco, Acre,


Com investimento privado, Rondônia dá passos largos na piscicultura enquanto Acre ‘engatinha’

No Acre, o governo é o principal fomentador da chamada indústria do peixe.

No Acre, governo é o principal fomentador da criação de peixes/Foto: Secom
No Acre, governo é o principal fomentador da criação de peixes/Foto: Secom

Enquanto o governador Tião Viana (PT) viaja o Brasil e o exterior para, literalmente, vender seu peixe, o vizinho Estado de Rondônia demonstrar estar anos-luz à frente do Acre, que ainda engatinha na piscicultura. Somente para 2015, de acordo com o governo de Rondônia, o setor receberá um investimento privado de R$ 33 milhões, quando no Acre o governo é o principal fomentador da chamada indústria do peixe.

Não é de hoje a notória diferença entre Rondônia e Acre no que diz respeito ao agronegócio. Se os petistas acreanos demonizam os vizinhos por terem devastado a floresta, Rondônia é atualmente um dos símbolos da forte produção rural no País. Além de ter a oitava maior pecuária, o Estado é um dos principais produtores de grãos, despontando como um dos símbolos do desenvolvimento no Norte.

PUBLICIDADE

Seu potencial hídrico, com a presença de imponentes rios, faz Rondônia também despontar na piscicultura. O governo afirma que empresa de São Paulo investirá R$ 25 milhões nos moldes da estatal acreana Peixes da Amazônia S/A, que conta com frigorífico, tanques e a fábrica de ração. Outro empresário de Manaus investirá R$ 8 milhões em outro empreendimento.

Em dois anos Rondônia saiu de uma produção de 10 mil toneladas de pescado para 80 mil. A meta do governo é chegar a uma produção de 200 mil toneladas em quatro anos. “Estamos focados em atrair as grandes indústrias, também colocar em prática os entrepostos para melhor qualidade de atendimento ao produtor rural”, disse o secretário de Agricultura de Rondônia, , Evandro César Padovani, em entrevista recente ao G1/RO.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up