Rio Branco, Acre,


Deputada diz que greve do INSS é cômoda para o governo e serve para tapar rombo

“O governo Federal não tem o menor interesse em dar um ponto final na greve do INSS", disse Sinhasique

Greve do INSS já dura 50 dias
Greve do INSS já dura 50 dias

Durante a sessão de quarta-feira (2) da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), a deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) defendeu os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão há 50 dias de greve por reposição das perdas salariais, realização de concurso público e incorporação das gratificações, que representam cerca de 70% dos salários.

“Se você não tem em seu contracheque cerca de 80% dos seus ganhos em gratificação e não salário, você não entende a greve do INSS. Se você não perde cerca de 40% dos seus ganhos ao se aposentar porque o seu contracheque é pura gratificação, você não entende a greve do INSS”, declarou a deputada.

PUBLICIDADE

A parlamentar questionou a indiferença do governo que ainda não apresentou proposta que contemple os grevistas. Cerca de 90% dos servidores aderiram à greve. E finalizou dizendo que a greve é cômoda para o governo, pois gera economia.

“O governo Federal não tem o menor interesse em dar um ponto final na greve do INSS. Quanto mais tempo os funcionários ficarem parados, menos benefícios serão concedidos pelo INSS, que é para poder tapar o rombo da Previdência que já chega a R$ 100 bilhões”.

Sinhasique questiona a falta de traquejo do governo com a economia pública. “O governo Federal não sabe fazer contas. É básico da economia que não devemos gastar mais do que o valor arrecadado. Como deixaram chegar a esse ponto? O governo Federal se tornou caloteiro”.

Para ela, a greve causa prejuízos reais para a população, pois atrasa a entrada nos pedidos de benefícios. “Nós temos recebido no nosso gabinete muitas pessoas que estão atrás da renovação do seu benefício para apresentar novos laudos para receberem o auxílio doença, mas nós estamos com um sério problema”. (Assessoria)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up