Rio Branco, Acre,


Qualidade de vida no Acre ainda é uma das piores do País, revela Ipea

De acordo com o levantamento, Acre apresenta cidades com as piores posições

A qualidade de vida nas cidades no Acre não mudou muito nos últimos 10 anos. A conclusão faz parte de um estudo divulgado na última terça-feira (1) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O instituto mediu o Índice de Vulnerabilidade Social das cidades a partir de parâmetros como saúde, educação, infraestrutura urbana, renda e trabalho.

O destaque do relatório fica por conta das regiões Norte e Nordeste. De acordo com o levantamento, estados destas regiões continuam concentrando os municípios com as piores posições. O Acre apresentou uma redução do IVS, passando de 0,606, para 0,443  nos últimos 10 anos, mas mesmo assim o Estado ainda está acima da média nacional, que é de 0,326.

PUBLICIDADE

Além do Acre, a situação se mostra delicada nos estados do Amazonas, Pará, Amapá, Rondônia, Maranhão, Alagoas e Pernambuco.

“Isso [a desigualdade entre os índices] evidencia a existência de um país polarizado, com realidades, necessidades e prioridades distintas, que devem ser mais profundamente investigadas a fim de superar as, ainda existentes, desigualdades regionais”, diz o relatório.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up