Rio Branco, Acre,


Secretaria de Saúde mantém vacinação contra a paralisia infantil em Rio Branco

Os mutirões de vacinação foram realizados no Taquari, Residenciais Santo Afonso, Rosalinda, Cidade do Povo, Placas, Estação Experimental e Baixada

A vacina contra a paralisia infantil (poliomielite) continua disponível em todas as unidades de saúde de Rio Branco para crianças entre seis meses e cinco anos de idade. A meta da secretaria Municipal de Saúde – SEMSA era vacinar 27.853 crianças na capital, no período que ia do dia 3 a 31 de agosto, na Campanha Nacional de Vacinação contra a Pólio, mas até o momento 73,82 por cento dessas crianças foram imunizadas.

O secretário de Saúde de Rio Branco, Oteniel Almeida, faz um chamamento para que os pais levem seus filhos para serem vacinados. E explica que a SEMSA, além de oferecer a vacina nas unidades, também fez arrastões nos bairros levando a vacina de casa em casa. “Os pais têm que garantir a imunização dos filhos e essa vacina não tem nenhum efeito colateral”, alerta.

PUBLICIDADE

Os mutirões de vacinação foram realizados no Taquari, Residenciais Santo Afonso, Rosalinda, Cidade do Povo, Placas, Estação Experimental e Baixada.

O grupo alvo na campanha contra a poliomielite são as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade, que no município de Rio Branco são 29.318 crianças. A meta mínima é atingir 95% de cobertura vacinal, correspondendo a 27.853 crianças com a vacina oral contra a poliomielite, independentemente de ter sido vacinada em outra situação.

A Multivacinação para Atualização do Esquema Vacinal, que também tem como grupo alvo as crianças menores de cinco anos de idade, também é ofertada em todas as unidades de saúde de Rio Branco. São oferecidas vacinas do calendário básico de vacinação da criança, como hepatite B, meningite, rotavirus e febre amarela, visando diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como, reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.

A estratégia é oferecer ao público alvo várias vacinas ao mesmo tempo, com objetivo de melhorar a cobertura vacinal da população e otimizar a logística dos serviços de saúde. (Ascom PMRB)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up