Rio Branco, Acre,


Unasul terá Bienal Internacional de Arte

Reitor da Universidade Nacional Três de Febrero (Untref) e colecionador de arte, Jozami foi eleito diretor da bienal pelos ministros da cultura da Unasul.

bienaldaarteA União de Nações Sul-Americanas (Unasul) terá, a partir de novembro de 2017, uma Bienal Internacional de Arte, com obras do mundo inteiro – mas principalmente de artistas dos 12 países-membros. “É a primeira bienal que não foi criada por uma cidade ou por um país – mas, sim, por um bloco regional”, disse o diretor do evento, o argentino Aníbal Jozami.

A sede da bienal será o Centro Cultural Kirchner, em Buenos Aires, capital da Argentina, que foi inaugurado este ano no antigo Palácio dos Correios. Com uma área de 116 mil metros quadrados, o centro é um dos maiores do mundo. Apesar do espaço para expor as obras, Jozami quer que o acervo seja itinerante. “A ideia é posicionar a arte sul-americana no mundo”, disse.

PUBLICIDADE

Reitor da Universidade Nacional Três de Febrero (Untref) e colecionador de arte, Jozami foi eleito diretor da bienal pelos ministros da cultura da Unasul. Recentemente ele organizou, em Buenos Aires, uma exposição do fotografo brasileiro Vik Muniz.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up