Rio Branco, Acre,


Veja 10 informações esperadas para os novos iPhones da Apple

Uol

Apple deve lançar dois iPhones: 6S e 6S Plus
Apple deve lançar dois iPhones: 6S e 6S Plus

Os novos iPhones – 6S e 6S Plus – serão lançados nesta quarta-feira (9), às 10h (14h do horário de Brasília), na Califórnia (Estados Unidos). O evento da Apple deve divulgar ainda a comercialização de um novo iPad –com tela maior– e outros produtos da marca.

Embora a empresa comandada por Tim Cook mantenha total o sigilo sobre as novidades que estão por vir, sites especializados como o 9to5Mac e o AppleInsider têm divulgado diversas informações com as funções que os novos aparelhos devem conter. Não dá para garantir que 100% delas estejam certas, mas, historicamente, essas fontes costumam acertar.

PUBLICIDADE

Veja 10 informações esperadas para os novos iPhones.

1. Sensor de Toque
A Apple provavelmente vai levar a tecnologia Force Touch, que reconhece os comandos pela intensidade dos toques na tela, para os iPhones 6 e 6S. O sensor, que já integra o novo MacBook e Apple Watch, deve ganhar um pequeno upgrade para a versão mobile.

O chamado “3D Touch Display” passaria a reconhecer três tipos de interação com a tela, não mais apenas dois. Reconheceria o toque simples, o pressionado e o mais longo com maior intensidade.

A novidade deve ser adaptada aos mais vários apps da Apple. Ao acessar o app de Mapas da marca, por exemplo, o toque mais forte em um ponto de interesse seria suficiente para dar início à navegação. A tecnologia deve inspirar desenvolvedores de outros aplicativos da Apple Store.

2. Câmeras mais potentes
Os novos iPhones devem ganhar pela primeira vez –desde 2011– upgrade de megapixels nas câmeras. A capacidade do sensor da câmera principal passará de 8 MP para 12 MP. A atualização permitirá fotos maiores e de maior resolução, diante da inclusão de um sensor mais potente.

3. Flash para selfies
As modificações que a Apple deve levar aos iPhones 6S e 6S Plus também afetam a câmera frontal, que possivelmente ganhará um sensor capaz de melhorar a qualidade das chamadas de voz e das selfies, bem como suporte a flash. O que não se sabe, no entanto, é se a iluminação artificial será de LED ou luz branca.

4. Gravação em 4K
A Apple, segundo fontes ligadas à empresa, decidiu adicionar no novo iPhone a capacidade de gravação de vídeo em 4K, para ficar parecido com alguns smartphones top de linha como Samsung Galaxy S6 e Sony Xperia Z5.

5. Sem mudanças significativas no design
Com telas de 4,7 polegadas e 5,5 polegadas, os novos iPhones 6S e 6S Plus terão o mesmo visual e formato que seus antecessores. Podem, no entanto, ganhar uma versão na cor “ouro rosa”.

6. Mais grosso
O único diferencial no quesito design possivelmente vai estar na espessura dos aparelhos, que devem ganhar cerca de 0,2 milímetro. A mudança teria sido motivada pela crítica aos iPhones 6 e 6Plus, que “entortavam com facilidade”.

7. Mais resistentes
A Apple parece ter adotado uma liga de alumínio mais forte e mais leve para os novos iPhones, similar ao utilizado no Apple Watch. Ao substituir o alumínio de série 6061 pelo de série 7000, o chassi possivelmente vai ficar quase duas vezes mais espesso em torno dos botões.

8. Processador A9
Acredita-se que os novos iPhones marquem a estreia da nova geração de processadores da Apple. O A9, segundo rumores, chega a ser 35% mais eficiente em gerenciamento de bateria e 20% mais rápido do que o A8X –versão do novo iPad.

9. Preços congelados
Com os mesmos níveis de armazenamento –16, 64 e 128 GB–, os novos smartphones da Apple devem custar o mesmo que os iPhones 6 e 6 Plus ao menos no mercado norte-americano. Nos Estados Unidos, os lançamentos devem chegar por a partir de 650 dólares (R$ 2.483).

Diante da alta do dólar no Brasil –que gira em torno de R$ 3,75– é difícil prever se o congelamento do preço também se aplicará ao consumidor brasileiro. Atualmente, os iPhones 6 e 6 Plus são vendidos de R$ 3.499 a R$ 4.699.

10. Data de lançamento
Os iPhones 6S e 6S Plus terão pré-venda em 11 de setembro e venda física nas lojas americanas em 16 de setembro. A previsão é que os dispositivos cheguem ao consumidor brasileiro com um pouco de atraso –no ano passado o atraso foi de um pouco mais de um mês.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up