24 C
Rio Branco
18 abril, 2021 10:45 am

Evandro: 2015 Foi o ano em que o PT revelou em colorido sua versão preto e branco

POR Redação ContilNet

Eu não sou o profeta do caos!

Evandro Cordeiro

A diferença entre a realidade e as declarações do presidente da OAB/Acre, Marcus Vinícius, de que 2015 foi um sucesso, para a Ordem e inclusive para a sociedade acreana, é tamanha quanto comparar a qualidade de vida em Santa Rosa do Purus, nos canfudós do Acre, e a Noruega, na Europa.

Talvez ele tenha jogado pelo lado do entusiasmo, numa tentativa de fazer com que as pessoas andem menos cabisbaixas, em 2016. Fora isso, na real, 2015 foi truculento, perverso, de perdas. Foi o ano em que o PT revelou em colorido sua versão preto e branco. Foi um ano perdido, como dizem os economistas. Sem lucro. Exceto para os banqueiros, que se deram bem com a política bolivariana da América do Sul, com especialidade a do PT, no Brasil.

No campo das atuações políticas não poderia ter sido pior. Do Congresso Nacional não precisa nem falar. Sobre a Assembleia Legislativa do Acre e a nossa Câmara Municipal, a da capital, misericórdia! Foi um deus-nos-acuda. A conferir, raríssimos destaques. Um ou outro vereador ou um perdido deputado se diferenciou. Do jeito que está não dá. A relação dos poderes é cada vez mais podre, mais fétida, mais bizarra.

Bom. Foi isso 2015. A verdade é essa. Há quem tenha se dado bem, mas estes são tão poucos que não vale nem como estatística. Por isso 2016 nos faz esperar ansiosos. Vamos ver se as coisas começam a mudar para melhor, porque do jeito que está vamos terminar num precipício.

E eu não sou o profeta do caos!