Rio Branco, Acre,


Conselho de Enfermagem denuncia série de irregularidades no sistema de saúde do Acre

A inspeção deve prosseguir até o próximo dia 17 de junho

cofen
Equipe do Cofen vistoriou 5 unidade de saúde em Rio Branco

A Força Nacional de Fiscalização do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), iniciou na última segunda-feira (13) uma ação articulada junto com o Conselho Regional de Enfermagem do Acre (Coren/AC), em que 21 fiscais e membros do conselho regional visitarão unidades de saúde no estado com o objetivo de inspecionar as reais condições de trabalho da categoria e do atendimento prestado à população do Acre.

O primeiro dia de inspeção foi na capital do estado, Rio Branco, onde cinco unidades de saúde foram visitadas nesse primeiro momento.

PUBLICIDADE

Os fiscais relataram uma série extensa de irregularidades, entre elas a inexistência de identificação profissional nos registros de enfermagem, ausência de enfermeiro em setores estratégicos, como na sala de medicação, auxiliares de enfermagem assistindo a pacientes graves e com risco de vida em desacordo com as normas vigentes, ausência de planejamento e programação de enfermagem, quantitativo insuficiente de profissionais para assistência ao paciente e repouso de enfermagem inadequado.

cofen2
A inspeção deve prosseguir até o próximo dia 17 de junho

Com o objetivo de também apurar o dimensionamento profissional e exercício ilegal da enfermagem, os fiscais ainda constataram o caso de um profissional de enfermagem atuando sem vínculo empregatício em uma das unidades.

A inspeção deve prosseguir até o próximo dia 17 de junho e ao todo 19 unidades de saúde localizadas nos municípios de Rio Branco, Senador Guiomard e Acrelândia serão visitadas e avaliadas pelo comitê. O conselho afirma que reduzir assimetrias no sistema e assegurar condições de atendimento são medidas importantes em defesa da comunidade.

Com informações da Assessoria

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up