Rio Branco, Acre,


Faculdade Batista Betel promove projeto de educação musical em escolas

O diretor executivo da faculdade e colégio Batista Betel, pastor Francisco Albino, participou do Projeto Davi Música, nas escolas

Os organizadores incentivam os alunos, através das letras em apresentações, ao não uso de drogas ilícitas/Foto: Reprodução
Os organizadores incentivam os alunos, através das letras em apresentações, ao não uso de drogas ilícitas/Foto: Reprodução

Incluir música na grade curricular de escolas públicas tem sido um dos maiores desafios atuais, no meio educacional. A Escola Batista Betel, em parceria com o projeto Davi Música na Escola, tem desenvolvido um trabalho de ensino-aprendizagem nas escolas estaduais de Rio Branco.

Além de trabalhar habilidades específicas do campo musical, os organizadores incentivam os alunos, através das letras em apresentações, ao não-uso de drogas ilícitas, que tem tomado conta da geração de jovens atualmente.

PUBLICIDADE

A Escola Maria Raimundo Balbino, no bairro Palheiral, foi o primeiro alvo do projeto educativo, onde crianças do turno da manhã e da tarde exercitam suas inteligências com atividades grupais em exposições artístico-musicais.

Alunos que forma inseridos no projeto/Foto: Reprodução
Alunos que forma inseridos no projeto/Foto: Reprodução

Um dos organizadores, o músico e professor Charles Felix de Oliveira, disse que o grupo de crianças recebeu uma oportunidade única de “entrada no mundo artístico” e pretendem, a partir de agora, cultivar a cultura musical no âmbito escolar.

“O campo educacional deve ser um local onde as crianças aprendam, mas acima de tudo, cresçam em suas aptidões”, disse Felix.

O planejamento deve abarcar outras escolas da capital acreana, incluindo as particulares.

O diretor executivo da faculdade e colégio Batista Betel, pastor Francisco Albino de Souza, participou do Projeto Davi Música, nas escolas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up