Rio Branco, Acre,


Juiz nega revogação da prisão de servidor da Sehab preso na Operação Lares

Daniel continua preso no quartel do Exército Brasileiro

Daniel continua preso no quartel do Exército
Daniel continua preso no quartel do Exército

O ex-diretor da Secretaria de Habitação e Interesse Social do Acre (Sehab), Daniel Gomes, preso por envolvimento no esquema de vendas de casas populares, teve o pedido de revogação da prisão negado pelo juiz Gilberto Matos de Araújo, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco.

De acordo com decisão do juiz, “as razões apresentadas pelo suplicante não se mostram suficientes para se deferir a revogação de sua prisão, sendo precipitado o deferimento do pedido de revogação da prisão preventiva do acusado antes de concluir-se a instrução do feito”.

PUBLICIDADE

E continua: “a decisão que decretou a prisão preventiva do requerente foi devidamente e amplamente fundamentava, pois os documentos constantes nos autos demonstraram que o acusado conhecia o esquema criminoso desde a versão anterior, comandado por outras pessoas e na atual gestão, em que ele ocupava o cargo de Diretor Executivo da Sehab, ele não só conhecia como operava o esquema”.

O magistrado diz ainda que a “decisão não é definitiva, podendo ser revista em qualquer outro momento processual, desde que haja alguma modificação substancial no quadro fático que autorize o juízo a revê-la”.

Daniel foi preso na primeira fase da Operação Lares, desencadeada pela Polícia Civil do Acre em parceria com o Ministério Pública do Acre. Além de Daniel, os servidores Marcos Hulk, que teve pedido de Habeas Corpous deferido, Cícera Dantas, e a empresária Rossandra Lima, que continuam presas.

Com informações do Ac24horas

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up