Em conversa, sócio de Bruno diz: “Sumiu porque quis, agora tá aí dando m*** para todo mundo”


A pessoa afirma já ter dito tudo que sabia às autoridades e recrimina o comportamento de Bruno

REDAÇÃO CONTILNET

A redação da ContilNet recebeu na manhã desta quarta-feira (31), trechos de um conversa entre duas pessoas a respeito do desaparecimento do estudante Bruno Borges.

Um dos participantes seria o amigo e sócio de Bruno, Márcio Gaiote. Após a repercussão do contrato que foi firmado entre Márcio, Bruno e Marcelo Fernandes, tratando sobre os possíveis lucros das 14 obras deixadas pelo alquimista antes de seu desaparecimento, a pessoa que seria Gaiote reforça não saber o paradeiro do amigo e que na verdade o teria ajudado muito pouco.

Em um trecho da conversa, a pessoa afirma já ter dito tudo que sabia às autoridades, recrimina o comportamento de Bruno e diz ainda que o “alquimista” arquitetou o plano sozinho e sumiu por conta própria.

“Se eu tivesse conhecido ele ou não, ele teria feito isso. Esse plano é da cabeça dele. Sumiu porque quis, agora tá aí dando m**** pra todo mundo”, diz um trecho da conversa.

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também