Rio Branco, Acre,


Ifac mantém certificação do Ensino Médio através do Encceja

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos substituirá o Enem na certificação

A partir das mudanças anunciadas pelo Ministério da Educação (MEC) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Federal do Acre (Ifac) assinou Termo de Adesão ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Até o primeiro semestre deste ano, o Ifac expediu a certificação do Ensino Médio através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O fato é que com as alterações contidas na Portaria nº 468, de 3 de abril de 2017, o Enem servirá agora apenas para acesso ao Ensino Superior e não mais como certificado de conclusão do Ensino Médio.

PUBLICIDADE

A assinatura do Termo de Adesão do Ifac ao Encceja ocorreu no último dia 14 de julho e estabelece a parceria com o Inep para o processo de certificação, em substituição ao Enem. A partir de 2018 o Ifac realizará certificação do Encceja e cada campi será uma unidade certificadora, tornando o processo descentralizado.

Função social

Pró-reitora de Ensino (Proen), Lucilene Acácio, responsável por conduzir o processo junto ao Inep, destaca a importância do Ifac continuar realizando as certificações do Ensino Médio. “Esta será a primeira vez que o Ifac irá realizar a certificação através do Encceja. Com a parceria, o Ifac cumpre sua função social de atender o público de Educação de Jovens e Adultos que não teve escolaridade na idade certa”.

Lucilene Acácio diz ainda que o Encceja “é um exame que possibilita a avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros”.

As inscrições serão realizadas no período de 07 a 18 de agosto de 2017/Foto:Reprodução

Segundo informações publicadas no site do Inep, o edital do Encceja Nacional será publicado nesta segunda-feira (24.07) e as inscrições serão realizadas no período de 07 a 18 de agosto de 2017, com a prova marcada para dia 8 de outubro 2017, sendo aplicada em 564 localidades em todo o Brasil.

No Acre, as provas serão realizadas nos municípios de Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Feijó e Rio Branco. No site do Inep estão contidas as informações sobre o cronograma, locais de prova e as áreas do conhecimento estabelecidas a partir do currículo da Base Nacional Comum, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s).

Certificações pelo Enem

O Ifac participa da certificação do Ensino Médio desde 2014, quando aderiu ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Até o dia 19 de julho deste ano, a instituição certificou 166 candidatos. Nesse número, de acordo com a diretora substituta de Políticas de Educação Profissional (Diped), Arteme da Costa Vasconcelos, não estão inclusas as Declarações de Proficiência.

A Diped é o setor responsável pela certificação do Ensino Médio no Ifac, e, de acordo com Arteme Vasconcelos, a emissão dos certificados tem sido um processo gratificante tanto para a instituição, quanto para os candidatos requerentes. “Para nós, porque somos os responsáveis pela expedição, registro e emissão do documento legal que dará aos solicitantes a possibilidade de prosseguir nos estudos. E para os solicitantes, porque a partir do recebimento do certificado, serão validados todos os conhecimentos previamente construídos, seja por meio formais de estudo ou não”.

Além das certificações expedidas normalmente, candidatos solicitam o documento, de forma urgente. “Frequentemente, o Ifac recebe solicitações dos candidatos aptos à certificação com base no resultado do Enem, em caráter de urgência, pelo motivo de aprovação em processos seletivos de ingresso em cursos de graduação”, diz a diretora.

Arteme Vasconcelos destaca que atuar diretamente com os processos de ensino da instituição faz desse um trabalho duplamente recompensado para quem está na diretoria. “Primeiro porque estas solicitações são, acima de tudo, o reconhecimento de que os candidatos aptos à certificação pelo Enem possuem, de fato, as competências necessárias ao prosseguimento dos estudos em outros níveis de ensino e, segundo, porque estamos cumprindo o nosso papel social enquanto instituição de ensino engajada e comprometida com a Educação”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up