Em caravana, acreanos devem se encontrar com Papa Francisco no Peru


Francisco tem encontro marcado com líderes indígenas da Amazônia em Lima, capital do Peru

EVERTON DAMASCENO, DA CONTILNET

Cumprindo as viagens missionárias por todo o mundo, como parte de sua missão no Vaticano, o Papa Francisco visitará o Peru e o Chile entre os dias 15 e 22 de janeiro. A programação religiosa conta com a ida do pontífice a várias cidades dos dois países e receberá milhares de fiéis nessa jornada católica.

O líder religioso chegará dia 19 em Lima, no Peru. Foto: Reprodução

A possibilidade de conhecer o líder cristão está mais próxima dos acreanos católicos. Um grupo de fiéis do Estado, em caravana, já se organiza para a expedição religiosa de encontro com Francisco.

Em entrevista concedida à ContilNet na manhã desta quinta-feira (11), a organizadora da excussão que sai do Acre para o Peru no dia 18, Jocimara Reis, falou que mais de 50 fiéis devem ir até o país para a o encontro com o bispo de Roma. “Pessoas da maioria das paróquias de Rio Branco devem ir ao encontro e viver esse momento e fé e devoção”, comentou.

“Encontro de fé”, disse Jocimara, organizadora da caravana. Foto: Reprodução

Reis, ao relatar a expectativa de encontrar Francisco, demonstrou emoção e realização de um sonho. “Poder ver o Papa, que é o nosso pastor aqui na terra, é a realização de um sonho e motivo de muita alegria. Além disso, cultuaremos a Deus em outra cultura, encontraremos pessoas de todo o mundo”, finalizou.

O estudante acreano Francisco Souza, que também participará da caravana e terá a oportunidade de ver o Papa pela primeira vez, disse que o momento de fé será marcante e uma experiência única em sua história de vida.

“Papa Francisco nos ensina, com toda a simplicidade que guarda se espelhando em Jesus, que amar ainda é possível. Um líder que colabora fraternalmente com a paz mundial. Será um momento único, que ficará marcado”, enfatizou.

Às 10h da sexta-feira (19), Bergoglio terá um encontro no Coliseu Regional Madre de Dios com os líderes indígenas da Amazônia.

Os religiosos deverão voltar ao Acre no domingo (21).

PROGRAMAÇÃO

De Roma, o Papa voa na segunda-feira (15) para Santiago, no Chile, aonde chega à noite e deve permanecer até o dia 18, encerrando a programação no país, dentro do aeroporto da cidade de Iquique.

Na sexta-feira (19), bem cedo, o Papa deve chegar a Lima, na capital do Peru, onde se encontra com as autoridades, a sociedade civil e o corpo diplomático, seguido da visita de cortesia ao presidente do país.

Lima, capital do Peru. Foto: Reprodução

Às 10h, depois de 2 horas de voo, um dos eventos mais aguardados da viagem: o encontro no Coliseu Regional Madre de Dios com os povos da Amazônia, na cidade fronteiriça de Puerto Maldonado e com a população local, além de uma visita à casa infantil Principito.

Retornando a Lima, Francisco terá um encontro privado com os membros da Companhia de Jesus na Igreja de São Pedro, último compromisso do dia.

No sábado (20), Francisco faz outro voo, de 1h30, até a cidade de Trujillo, onde preside a missa na esplanada costeira de Huanchaco, faz uma volta em papamóvel pelo bairro “Buenos Aires” e visita a Catedral. Estão previstos ainda um encontro com os sacerdotes, religiosos e seminaristas no Colégio Seminário SS. Carlos y Marcelo e uma celebração mariana na Praça das Armas, antes de retornar para a Capital.

No domingo (21), último dia da viagem, o Papa rezará a oração da Hora Média com religiosas de vida contemplativa no Santuário do Senhor dos Milagres  na catedral de Lima, fará uma oração junto às relíquias dos santos peruanos. No final da manhã terá um encontro com os bispos no Palácio Arquiepiscopal e rezará o Angelus na Praça das Armas. O almoço com a comitiva será na Nunciatura.

À tarde, a última missa do Papa no Peru, na Base Aérea “Las Palmas”, de onde segue para o aeroporto e parte para Roma. A chegada está prevista para segunda-feira, 22 de janeiro, no aeroporto romano de Ciampino.

comentários

Outras Notícias

Veja Também