Agente da PF confirma operação que poderá prender cardeais petistas no Acre


Na mira das investigações estão políticos, empresários e servidores do estado que enriqueceram desviando dinheiro público

Foto capa ARCHIBALDO ANTUNES, DA CONTILNET

Maracutaia federal
Fonte da Polícia Federal consultada pela coluna confirmou que está em curso uma investigação de longa data no estado, envolvendo pessoas proeminentes do Partido dos Trabalhadores, com cargos no primeiro escalão do governo.

Farra
A devassa deverá acarretar para breve uma operação contra empresários, políticos e servidores responsáveis por desvios de milhões de reais dos cofres públicos, convertidos em bens móveis e imóveis em vários municípios do Acre.

Esquemão
Nossa fonte não soube dar maiores detalhes sobre as investigações, uma vez que a PF costuma compartimentar suas ações a fim de mantê-las sob sigilo. Mas adiantou ter sido informado que se trata de um esquema colossal de desvio de recursos públicos.

À mexicana
A operação ‘pega ladrão’ da PF será mais um capítulo na interminável novela de descalabros protagonizada pelos companheiros no âmbito estadual e federal, muitos dos quais condenados à prisão por dilapidar o erário.

Efeito colateral
E é claro que as consequências de um novo escândalo serão drásticas para a virtual candidatura ao governo do estado do prefeito petista Marcus Alexandre – ele próprio suspeito de ter participado de um esquema de desvio de mais de R$ 700 milhões de recursos destinados à construção de estradas no Acre.

Crise nervosa e insônia
Depois que o assunto foi revelado, há dois dias, há quem diga que as farmácias da capital tiveram que renovar seus estoques de calmantes e soníferos.

Ainda presidente
Tião Bocalom amanheceu nesta sexta-feira (9) ainda no cargo de presidente do Democratas no estado. A reunião marcada para ocorrer em Brasília com os dirigentes partidários de todo o país centrou-se na homologação do nome do deputado Rodrigo Maia (RJ), presidente da Câmara Federal, como pré-candidato do partido à Presidência da República.

Pra semana
Apenas na semana que vem o destino do DEM acreano deverá ser decidido pelo presidente da executiva nacional da sigla, senador José Agripino Maia (RN).

Tendência
Mas ao que tudo indica, o deputado federal Alan Rick deverá ‘garfar’ o partido e levá-lo para a aliança capitaneada pelo Progressista do senador Gladson Cameli.

Anabolizante
A habilidade dos dirigentes do Solidariedade (SD) no Acre levou à formação de uma chapa para deputado estadual de meter medo por sua musculatura política. Tanto que já há partidos aliados considerando a possibilidade de desfazer a parceria que vinha se desenhando entre o SD, PTB, PSC e PPS.

Só Jesus na causa
Arqui-inimigos políticos em Sena Madureira, o prefeito Mazinho Serafim (MDB) e o casal Toinha e Zé Vieira só estabelecem suas tréguas sob a guarda do pastor Celso Gregório de Lima, presidente da igreja Assembleia de Deus no município, conforme comprova a imagem aqui publicada.

Ou eles ou eu!
Depois que Zé e Toinha resolveram se bandear para o lado do governo, Mazinho chegou a ameaçar apoiar o candidato do PT caso eles resolvessem voltar à oposição.

Política e religião
Mas como o pastor Celso confirmou apoio à pré-candidatura a deputada estadual da esposa do prefeito, este e o casal Vieira agora são obrigados a conviver em harmonia durante os encontros religiosos na congregação.

Uma lei para cada ocasião
A propósito desse assunto, já circula no município a piada segundo a qual, durante os cultos, os rivais adotam a máxima de Cristo, narrada no Evangelho de Mateus: “(…) se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra”. Terminado o louvor, volta a prevalecer entre eles o Código de Hamurabi, que deu origem ao dito popular “olho por olho, dente por dente”!

comentários

Outras Notícias