“Meu pai não merecia”, diz filho de professor baleado na cabeça durante tentativa de assalto


Familiares, alunos e amigos do professor realizam uma manifestação neste sábado em frente ao Pronto Socorro da capital

REDAÇÃO CONTILNET

Como forma de chamar a atenção das autoridades e da população, alunos, ex-alunos e colegas de profissão do Professor Antônio Carlos Oliveira Silva, realizaram na tarde deste sábado (10), uma manifestação pedindo paz em frente ao Pronto Socorro da capital. Os manifestantes fecharam a Avenida Getúlio Vargas para chamar a atenção das autoridades.

Manisfestantes pediam o fim da violência/Foto: reprodução

O professor foi alvo de uma tentativa de assalto na tarde de sexta-feira (09) e acabou sendo baleado com um tiro na cabeça. Ele deu entrada no hospital em estado grave e após passar por um procedimento cirúrgico está em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Seu quadro é estável porém, seu estado ainda é considerado grave.

Protesto aconteceu na tarde deste sábado (10)/Foto: reprodução

Durante a manifestação,os participantes levantaram cartazes pedindo paz, e pedindo justiça as autoridades para apresentação dos culpados. Entre os cartazes estava o do filho que dizia “Meu pai não merecia isso, ele vai ficar bem. Confiando em Deus”.

comentários

Outras Notícias

Veja Também