Paciente de 27 anos está há 8 dias com feto morto na Maternidade e corre risco de perder o útero


Segundo informações da Sesacre, a espera é para que a capacidade reprodutiva da paciente seja preservada

REDAÇÃO CONTILNET

Uma situação bem delicada vem sendo enfrentada pela paciente Valdineia Fernandes de Souza na Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco. Há oito dias, Valdineia aguarda a retirada de um feto, e mesmo após tratamento com medicação (comprada pela família da paciente), ainda não houve resultado.

Procurada pela equipe da ContilNet, a assessoria da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) informou que em nenhum momento a paciente deixou de ser atendida, e que cada procedimento foi explicado para Valdinéia.

“A direção da Maternidade informa que todos os procedimentos tomados foram informados à paciente. Ela, inclusive, disse que não fez denúncia nenhuma. O procedimento é para diluir o feto, preservando a capacidade reprodutiva dessa mulher. Qualquer intervenção cirúrgica ou tratamento mais invasivo poderia comprometer o útero dessa paciente. Essa diluição é mais demorada, mas é para garantir que essa moça possa ter futuras gestações”, explicou a assessoria.

A redação da ContilNet tentou entrar em contato com a paciente, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

comentários

Outras Notícias

Veja Também