Tribunal de Justiça do Acre inicia coleta de livros para Biblioteca Compartilhada


Para ajudar com o projeto, as pessoas podem doar nos locais de coleta revistas, gibis, livros, principalmente os de leitura fácil

AGECOM TJAC

O Tribunal de Justiça do Acre iniciou nesta sexta-feira (13) as primeiras coletas de livros para o projeto Biblioteca Compartilhada. A ação tem a finalidade de incentivar a leitura e aproximar os cidadãos com a socialização espontânea. Porém, o objetivo maior é ajudar a retardar os impactos ao meio ambiente, na medida em que os livros, quanto mais são utilizados, mais tempo levam para ser descartados.

Desenvolvido pelo Núcleo Socioambiental Permanente (Nusap), sob a coordenação da Corregedoria-Geral do Poder Judiciário Acreano, o projeto é destinado a toda a sociedade e é de fácil participação, pelo fato de, em todas as unidades do TJAC na capital, existir caixa de armazenamento confeccionada a partir de reutilização de material reciclável.

A ação tem a finalidade de incentivar a leitura e aproximar os cidadãos com a socialização espontânea/Foto: Agecom TJAC

Neste primeiro momento, até a próxima quinta-feira (18), a fase é de coleta. A partir do dia 23 inicia, de fato, o funcionamento, onde o cidadão pode tanto deixar livros quanto retirá-los das caixas.

Locais de doação

A Biblioteca Compartilhada será instalada no Edifício-Sede do TJAC, no Fórum dos Juizados Especiais Cíveis, no Fórum Criminal e no Fórum Barão do Rio Branco.

Funcionamento

Para participar do projeto não há necessidade de nenhum cadastro, inscrição ou pagamento para retirada do material.

No projeto Biblioteca Compartilhada não é obrigatório deixar um livro para levar outro, mas para que as caixas estejam sempre cheias é preciso contar com doações.

“O projeto tem cunho educativo, já que o objetivo é estimular a leitura, tão importante no processo de aprendizagem, de aprimoramento do ser humano, na sua relação com o semelhante e com o universo a sua volta”, explicou a corregedora-geral Waldirene Cordeiro, que organiza a atividade.

A Biblioteca Compartilhada será instalada no Edifício-Sede do TJAC, no Fórum dos Juizados Especiais Cíveis, no Fórum Criminal, e no Fórum Barão do Rio Branco, mediante a disponibilização de caixas especiais, confeccionadas a partir de reutilização de material reciclável. As caixas armazenarão os livros e outros materiais que forem doados.

Para participar é muito simples, vez que não há necessidade de nenhum cadastro ou inscrição para retirar o livro. Pode-se levá-lo gratuitamente para casa, e até destiná-lo a algum amigo ou familiar.

Para que as caixas estejam sempre cheias de livros, é preciso contar com doações. Ou seja, o cidadão poderá escolher uma obra que tenha lhe chamado a atenção e, querendo, poderá trazer um livro para doar à Biblioteca Compartilhada.

Os pontos de coleta já estão sendo providenciados e estarão prontos ainda nesta semana. Por isso, a sugestão é de que as pessoas interessadas visitem o Judiciário, doem os livros, e espalhem o hábito da leitura.

Como posso doar?

Para ajudar com o projeto, as pessoas podem doar nos locais de coleta revistas, gibis, livros, principalmente os de leitura fácil, como romances, atualidades, ficção e não ficção, biografias, etc. Devem ser evitados livros de caráter muito técnico (como tratados, ensaios, Vade Mecum, etc.).

Para maiores informações, os interessados devem ligar para o número (68) 3302-0452.

comentários

Outras Notícias

Veja Também