Adolescentes apreendidos confessam ter ateado fogo em escola no interior do Acre


O jovem de 15 anos disse à polícia que teria “tocado fogo” na escola porque ele queria estudar na zona urbana, mas o pai não permitia, alegando que havia uma escola na comunidade

REDAÇÃO CONTILNET

Três adolescentes, um de 14 anos, outro de 15 e um de 17, foram apreendidos como suspeitos de atear fogo na Escola Estadual João Paulo II, localizada no ramal do Pixilinga, zona rural de Tarauacá. O incêndio criminoso foi registrado ainda na noite de domingo (13).

Policiais Militares e Civis estiveram no local, e após ouvirem testemunham chegaram até os menores que confessaram a autoria do crime.

O jovem de 15 anos disse à polícia que teria “tocado fogo” na escola porque ele queria estudar na zona urbana, mas o pai não permitia, alegando que havia uma escola na comunidade. Desta forma ele achou que destruindo a escola, ele poderia ir estudar onde ele queria.

Com informações do Blog do Accioly

comentários

Outras Notícias

Veja Também